GNR deteta 70 cães de raças potencialmente perigosas

por Rua Direita | 2014.04.04 - 19:02

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, em coordenação com a estrutura da Investigação Criminal, realizou, nos dias 2 e 3 de abril, em todo o território nacional, ações de fiscalização com o objetivo de detetar situações ilegais relativas à posse de cães, com especial incidência nas raças consideradas potencialmente perigosas e cães perigosos.

Na operação foi empenhado um total de 475 militares que fiscalizaram 1149 animais, tendo sido apreendidos cinco cães e registadas 358 infrações, das quais 70 relativas a animais de raças potencialmente perigosas.

Relativamente aos animais de raças potencialmente perigosas, as infrações mais recorrentes foram: falta de registo, licença ou licença caducada; falta de esterilização e falta de seguro de responsabilidade civil válido. No tocante às outras raças, maioritariamente, as infrações verificadas dizem respeito: falta de licença de detenção, posse e circulação; falta de registo; falta de vacinação antirrábica e falta de identificação eletrónica – chip.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub