Faleceu o guitarrista António Sousa

por Rua Direita | 2016.12.25 - 22:01

O guitarrista António Sousa, oriundo de Vila Cova à Coelheira, Vila Nova de Paiva, um exímio músico e grande fadista viseense, um amigo de todos nós, faleceu hoje.

Que descanse em paz.

De uma Senhora de 88 anos de idade, Maria Teresa Santos, recebemos um poema que lhe é dedicado e publicamos em homenagem à sua memória.

 

I

Nesta homenagem ao Sousa

Que há muito lhe era devida

Me associo com prazer

Pelo seu talento e arte

Que aqui e em toda a parte

Sempre fez por merecer

III

Sendo exímio tocador

Maneja sua guitarra

Com maestria e prazer

O melhor entre os melhores

Sempre assim foi e será

E a questão é querer

refrão refrão
O som da guitarra

Com seu dedilhar

Transmite emoção

Entra-nos na alma

Quase faz chorar

Logo, num repente

Uma fantasia

E outro som se sente

A animar a gente

Com grande alegria

II

Lembro a casinha

Quase de bonecas

Onde com amigas

De surpresa entrei

Sem eu saber como

Lá, Sousa tocava

Com um ar risonho

Se sem eu ser fadista

Dei azo a um sonho

Saí quase artista

IV

Inda há outros predicados

Que lhe são reconhecidos

Também de grande valor

Respeito e muita alegria

E uma boa companhia

Quando ele está de humor

E antes de terminar

Inda quero agradecer

O muito que ao fado deu

Dignidade e valor

Sempre o tratou com amor

Em todo o lado e em Viseu

refrão refrão
Bom filho, educado

E respeitador

Meu vizinho do lado

Muito delicado

Para mim sempre foi

E também prestável

Nunca se negou

Com sua guitarra

A quem precisava

Fazer um favor

Era assim o Sousa

Quando o conheci

E é desse modo

Sem qualquer diferença

Que até hoje o vi

Também pelo apreço

Que testemunhamos

Os meus parabéns

E um abraço amigo

Nós hoje lhe damos

 

 

Nota da Autora:

Estes versos firam feitos por mim para homenagear o músico viseense Sousa.

No final do ano de 2015 um grupo de amigos e companheiros organizaram uma pequena mas sentida homenagem a este amigo que tanto estimo e para a qual fiz estes versos que cantei com a música do fado “Adeus Mouraria” com música da autoria de Nóbrega e Sousa.

 
Maria Teresa Santos
Viseense – 88 anos

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub