“Escandalosa a decisão de encerrar a linha turística do Douro”, acusa Carlos Silva Santiago

por Rua Direita | 2019.04.04 - 12:25

A CIM DOURO, comunidade congregadora de 19 municípios, está revoltada com a escandalosa tomada de posição da CP – Comboios de Portugal, de por fim ao comboio turístico da linha do Douro.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Douro, Carlos Silva Santiago, revelou à Rua Direita “ser uma esfarrapada desculpa a dada pelos responsáveis” de que a “falta de rentabilidade da linha justificaria tal decisão”. Mais acrescentou “é indesculpável que o governo assim aja para com interior, cada dia que passa mais infraestruturas fundamentais lhe retirando, quando e no presente caso, este território cada vez tem mais procura turística enquanto Património Mundial da Unesco” e concluiu “O governo virou costas ao interior quando deveria ter a visão e atitude positiva de entender todo o potencial de riqueza aqui presente e, numa hipótese de prejuízo actual da infraestrutura em causa, tudo deveria fazer, compensando com o Orçamento de Estado, como faz no litoral, por forma a dar resposta ao aumento constante de procura.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub