“Embuste revelado – Centro Oncológico de Viseu, abandonado pelo Governo!”, acusa a distrital do PSD

por Rua Direita | 2019.03.24 - 11:34

 

 

A Comissão Política Distrital do PSD de Viseu, depois de conhecidas as últimas declarações da Ministra da Saúde sobre o Centro Oncológico, não compreende, nem aceita que se tenha abandonado o projeto elaborado até abril de 2017, sem que se conheça uma razão válida para tal decisão. Exige-se, portanto, uma clarificação imediata e cabal, por parte de todos os intervenientes no processo, sobre o que se passou, nestes dois anos, que inviabilizou esta unidade de saúde. Como se trata do resultado do trabalho de uma equipa, composta por profissionais de diferentes organismos do ministério da saúde, importa que ninguém se esconda e assumam a sua quota parte da responsabilidade na decisão.

 

Não é concebível que, desde 2017, Ministros, Secretários de Estado, Deputados, Conselho de Administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, ARS Centro, IPO e alguns autarcas e dirigentes socialistas, todos, sem exceção, afirmarem, em público, que haveria Centro Oncológico no CHTV, em 2019, e agora ficarmos a saber pela Ministra da Saúde que nada foi feito. Afinal, quem é que não fez?! Por que é que não foi feito?! Quem e quando se decidiu que era ou não era para se fazer?

A responsabilidade é política e é de todos os intervenientes. Ninguém, em toda a hierarquia de decisão no ministério da saúde, está isento de responsabilidades, especialmente aqueles cujas funções são de natureza e confiança políticas. Se a senhora Ministra da Saúde julga que denunciando o Conselho de Administração, resolve o problema. Não resolve! Aliás, várias foram as versões técnicas e modelos de funcionamento e financiamento que nos foram apresentadas por diferentes responsáveis políticos do ministério da saúde. Tudo está devidamente registado e é publico, e nunca foi contrariado até há cerca de um mês atrás, através dos deputados do PSD, eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu, em conclusão de uma reunião com o Conselho de Administração.

Quanto ao trabalho desenvolvido pelo Conselho de Administração, – representantes e mandatários do Governo – sabemos que está muito aquém das necessidades e desafios do CHTV, fundamentalmente por culpa das condições e cativações que o Governo tem imposto no SNS. Não se pode, num assunto de importância estratégica para o CHTV e para a região, remeter-se a um comprometedor silêncio. Com a agravante de, deliberadamente, ser acusado de inoperância pela Ministra da Saúde que os reduz à condição de bode expiatório para alijar responsabilidades e justificar o embuste. Perante estes factos, caso não sejam contrariadas as palavras da Ministra, impõe-se que cada um retire as ilações da acusação e seja consequente.

 

 Comissão Política Distrital do PSD/Viseu

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub