“Alocução ao Povo da Aldeia de Fuentevaqueros”

por Rua Direita | 2016.04.20 - 09:03

21 de Abril, Quinta-feira, pelas 21 horas, no âmbito da Exposição “Guernica – A Arte Denuncia a Guerra”, patente na Galeria do IPDJ, ao Fontelo, em Viseu, adivinha-se mais um serão memorável, com a apresentação do Livro “Alocução ao Povo da Aldeia de Fuentevaqueros”, de Federico Garcia Lorca

 

Em 1931, nos alvores da 2ª República, Federico Garcia Lorca ofereceu uma biblioteca ao povo da aldeia andaluza em que nasceu. O texto da alocução que então proferiu é um verdadeiro hino, em louvor do livro e da cultura.Com a marca da oralidade, deixa transparecer o entusiasmo esperançoso dum tempo de mudança, em que se manifestavam por toda a Espanha, nas cidades e nos campos, aspirações de liberdade e de emancipação social, e de participação popular da construção da democracia.

Texto raro no país vizinho, permanecia inédito em Portugal. A sua primeira edição data de 2004, por iniciativa do PCP, tendo um prefácio de Urbano Tavares Rodrigues e ilustrações de conhecidos artistas plásticos do Porto. A segunda edição foi enriquecida com um CD, que reúne canções da Guerra Civil de Espenha e peças tocadas ao piano por Lorca.

A publicação desta obra pretende ser também uma homenagem a Federico Garcia Lorca, grande artista, poeta, dramaturgo, músico, desenhador, cidadão de consciência livre, que foi assassinado por uma milícia franquista no ano de 1936.

A apresentação do livro caberá a Jorge Sarabando, publicista, do sector Intelectual do Porto do PCP.

Os temas musicais sobre a Guerra Civil de Espanha serão interpretados à viola pelo Mestre e Professor da Universidade de Aveiro, Paulo Vaz de Carvalho, sendo Catarina Braga, a emprestar a sua voz poderosa e bela às canções de resistência.

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub