I – Provas Finais de Ciclo do 9.º Ano de Escolaridade e Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário

por Rua Direita | 2017.08.05 - 11:36

2.ª Fase – 2017

A 2.ª fase das provas finais de ciclo do 9.º ano de escolaridade decorreu de forma regular nas 1258 escolas de Portugal Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como nas escolas no estrangeiro com currículo português.

Nesta 2.ª fase das provas finais de ciclo do 9.º ano de escolaridade foram realizadas 7.232 provas, sendo 3.857 provas de Português (91) e 3.340 provas de Matemática (92). As provas finais de ciclo do 9.º ano de escolaridade da 2.ª fase foram classificadas por 394 professores classificadores.

A 2.ª fase das provas finais de ciclo do 9.º ano de escolaridade destinou-se aos alunos que se encontravam em situação de não aprovação no ciclo. Assim, os alunos que tiveram acesso à 2.ª fase das provas finais são, naturalmente, os alunos que demonstraram maiores dificuldades ao longo do ano letivo, pelo que, como seria de esperar, as médias das classificações das provas finais de Português (91) e de Matemática (92) são mais baixas, tendo em conta os resultados da 1.ª fase.

 

II  – Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário

A 2.ª fase dos exames finais nacionais do ensino secundário decorreu de forma regular nas 682 escolas de Portugal Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como nas escolas no estrangeiro com currículo português.

Nesta 2.ª fase dos exames finais nacionais foram realizadas 120.872 provas. Observa-se, portanto, um aumento do número de provas realizadas na 2.ª fase relativamente ao ano transato, que foi de 112.713 provas. Os exames finais da 2.ª fase foram classificados por 4081 professores classificadores.

As disciplinas que registaram um maior número de provas realizadas na 2.ª fase foram Matemática A (639), com 23.576 provas, logo seguida pelas disciplinas de Física e Química A (715), com 23.341 provas, Biologia e Geologia (702), com 22.783 provas, Português (639), com 22.036 provas. Relativamente ao ano anterior, verifica-se um aumento significativo do número de provas realizadas na 2.ª fase a Física e Química A (715), de 4.398 provas, o que se encontra em linha com a diminuição da média das classificações deste exame na 1.ª fase.

Verifica-se que 54% dos alunos que realizaram exame nacional de Física e Química A (715) na 1.ª fase repetiram o exame na 2.ª fase. No caso das disciplinas Matemática A (635) e de Biologia e Geologia (702), esta percentagem foi de 48%.

Os exames da 2.ª fase apresentam resultados em regra inferiores aos observados na 1.ª fase, o que se explica, em grande medida, pelo facto de se destinarem principalmente aos alunos que não obtiveram aprovação na 1.ª fase.

JNE/2017

 

Em relação aos resultados obtidos pelos alunos internos na 2.ª fase verificam-se classificações inferiores a 95 pontos em quatro disciplinas, a saber, Latim A (732), Filosofia (714), Física e Química A (715), História A (623), Geografia A (719).

Os dados relativos às taxas de reprovação dos alunos internos, nesta 2.ª fase, mostram-nos que uma significativa percentagem dos alunos internos que não tinham conseguido obter aprovação na 1.ª fase dos exames nacionais conseguiu agora a respetiva aprovação. Sobre esta matéria salientam-se as disciplinas de Economia A (712), Biologia e Geologia (702), com 93% de taxa de aprovação de alunos internos, bem como Português (639) e Matemática B (735) com, respetivamente, 88% e 87%.

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub