Peugeot 308 | Um carro como deve ser…

por Rua Direita | 2014.01.12 - 03:09

O novo 308 da Peugëot tem tudo para ser um vencedor num segmento C de mercado muito concorrido e com referência germânica.

Criada uma nova plataforma, remexido o excelente 1.6e HDI, o produto final, sem exuberâncias desnecessárias agradará a toda a gente.
Começamos pela mala que é ampla e nos seus 420 litros dá para levar equipamento para dois meses de férias. A versão Allure que nos foi disponibilizada está no topo da gama, e a este topo nada parece faltar: um volante pequeno e recto em baixo, em pele com excelente toque manual, regulável em altura e profundidade, com vários comandos integrados; bancos em alcântara de tacto muito aconchegante e envolvente com bom espaço traseiro; tablier atraente e despido do desnecessário apresenta um ecrã táctil de 9,72” onde comandamos todas as funções secundárias, desde o áudio, ao telemóvel, passando pelo GPS, pressão de pneus; ajuda ao estacionamento nos 4 ângulos e ângulos mortos, indicação de toponímia, consumos, quilómetros, etc., etc… O travão de mão é eléctrico e intuitivo. Um ligeiro toque acciona-o na perfeição. Curiosamente, à direita, o conta-rotações aparece-nos invertido. Um tecto panorâmico com tela interior e enrolador eléctrico cobre toda a superfície superior do carro dando imensa luminosidade ao interior. Os materiais à vista do tablier e consola são de borracha flexível, com bom tacto. Led a dar “graça” ao conjunto. Tudo isto se consegue com menos 20 kg que o modelo anterior, ou seja 1395 kg.
allure
O carro pisa muito bem e dá uma grande sensação de segurança, dotado de um excelente chassis e de um seguro ESP, tem uma suspensão bem afinada, com a taragem certa para “fazer o gosto ao dedo”. Os pneus 225/40R em jantes 18” não são alheios a isso. A travagem, com discos atrás e à frente ventilados, cumpre com rigor. A caixa é suave com 6 velocidades para a frente e bem escalonada, com uma 6ª longa a beneficiar os consumos de estrada. O motor parece ser dotado de mais potência que a anunciada de 115 cv, a injecção directa com o turbo e o intercooler, num binário de 270/1750 Nm/pm, dão ao conjunto uma faceta despachada desde os baixos regimes, com uma velocidade de ponta a aflorar os 200 km/h. Os consumos feitos por nós, num veículo novo e maioritariamente em cidade orçaram os 5,5 litros, sendo fácil de perceber que daqui a mais uns quilómetros rolados é possível, em estrada, baixar dos 5 litros, o que é entusiasmante para a “genica” deste conjunto…O depósito de 60 litros dá grande autonomia, pois permite fazer mais de mil quilómetros.
allure2
Dois anos de garantia, revisões cada 25 Mkm e um IUC de 128€43 tornam a proposta amigável. O preço base é de 27 775 euros sendo no caso da unidade em ensaio, topo de gama, de 31 570 euros. Mas falamos de um “Premium”…

O Rua Direita fez um Test-Drive ao novo Peugëot 308. Faça também o seu!

Auto Martinauto – Viseu (Grupo PSA)
Magarenha – Fragosela de Cima
3505-639 Viseu
Telefone: 232 467 650

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub