The Wrong Right to Bear Arms

por Alexandre Borges | 2016.06.13 - 18:04

 

 

Um país onde os cidadãos têm o direito a usar uma arma e que, em resultado dessa profusão arsenalística, assiste quotidianamente a massacres onde os alvos vão variando de acordo com a loucura de quem empunha o instrumento, não pode ser considerado um país civilizado e do primeiro mundo.

Um país do primeiro mundo já teria expurgado esse cancro há muito. Não pode ser só o desenvolvimento económico a servir para se catalogarem países. A civilização humana é muito mais do que dinheiro no bolso.

Desta vez foi em Orlando contra um bar de homossexuais. Ontem foram escolas, universidades, maratonas, igrejas e por aí fora.

Já seria tempo de processar e ilegalizar a NRA pela instigação que faz ao “direito à defesa” através das armas e que apenas potencia verdadeiros atentados.

E no entanto perfila-se, pelo GOP, para candidato presidencial um populista da pior espécie que, calculo eu, irá muito provavelmente agravar também esta situação.

Haverá na Europa quem se tratará de aproveitar a “onda”. Tempos difíceis nos esperam.

Natural de Canas de Senhorim. Licenciado em geologia pela UC. Virulentamente bombeiro. Gosta de discussões cordiais, de vaguear pelo mundo munido de auscultadores.

Pub