SS e “requalificação”

por Eme João | 2014.11.13 - 23:09

Muito se tem falado da requalificação na função pública. Todos ouvimos falar nos cerca de setecentos funcionários da segurança social que iam ser dispensados. Conhecendo bem a falta de pessoal, que existe em particular no centro distrital de Lisboa, foi com grande surpresa que hoje ao fim do dia, os meus colegas foram chamados a uma reunião, para serem informados que estavam nessa situação e que no dia 12 do próximo mês iriam para casa com metade do vencimento.

A área em que trabalho, há cerca de 13 anos tinha cerca de 200 funcionários. Agora, não chegamos a vinte.

Na minha sala temos uma pessoa que é assistente operacional e que está lá há um tempo a fazer trabalho de assistente técnica, desempenhando portanto funções que não correspondem à sua categoria. Contudo, a colega empenhou-se e tem desenvolvido um excelente trabalho. Aliás, é a única pessoa na minha sala que está dentro dessa área. Todavia, hoje a falta de respeito não só pelo trabalhador, mas também pelo ser humano, não poupou a sua dedicação e o esforço que tem feito para desempenhar o excelente trabalho provado e demonstrado.

Isto deixa-me indignada. Mas o pior é quando me dizem: então não é nada contigo…

Enganam-se. É comigo, é com todos nós. É certamente o princípio do fim da segurança social. Com tudo o que isso implica.

Ainda há em mim alguma esperança. Porém, talvez quando todos acordarmos, seja tarde demais.

Nasceu em Lisboa em 31/10/1966. Estudou psicologia no Ispa. Trabalha actualmente no ISS.

Pub