Portugal precisa de se repensar.

por Norberto Pires | 2014.08.31 - 10:28

Neste artigo mostro a evolução da dívida portuguesa, em percentagem do PIB, como registada pelo Banco de Portugal, como prevista no 1º memorando da Troika e como prevista na 11ª (e última) revisão do memorando da Troika (Março de 2014). O valor registado de 2014 é o apresentado para o mês de julho de 2014 pelo Banco de Portugal (134%). É de notar ainda que o Documento de Estratégia Orçamental (de Abril de 2014) previa uma dívida no final de 2014 a rondar os 130,2% do PIB e que o OE2014 (aprovado em outubro de 2013) previa uma dívida de 126,6% do PIB também no final de 2014. Olho também, de forma comparativa, para os números da população empregada e para a cobrança de IRS.

Ler mais aqui.

Professor Associado da Universidade de Coimbra foi Presidente do Conselho de Administração do Coimbra Inovação Parque e Membro do Conselho Nacional para a Ciência e Tecnologia. Possui Mestrado em Física Tecnológica e Doutoramento em Robótica e Automação pela Universidade de Coimbra. É o Editor do jornal "Robótica". Autor de cinco livros na área da robótica e automação tendo publicado mais de 150 artigos científicos e tecnológicos.

Pub