Os ingredientes da Educação Especial

por Ana Beja | 2015.09.04 - 09:11

 

 

A Educação Especial é feita de 2 ingredientes: dar e receber. E é nessa receita simples que reside toda a sua essência!

Contudo, nestes 2 ingredientes, a dosagem vai-se alterando! Umas vezes dá-se mais, outras, recebe-se mais! No meu caso em particular, apesar dos ingredientes nunca mudarem, a dosagem altera-se. E chego muitas vezes à conclusão de que recebo muito mais do que aquilo que dou! Todos os dias recebo. E recebo imenso!

Nesta culinária sem farinha e sem forno, ora cozinho eu, ora cozinham eles. E o que é feito pelas mãos de outra pessoa sabe sempre tão bem…E não há quem o saiba fazer melhor do que eles!! Quem não gosta de receber logo pela manhã uma bandeja de sorriso franco e de abraço fácil? Quem não gosta de ver o copo meio cheio em vez de meio vazio? Não conheço ninguém!

E não me canso de dizer de que a receita é simples: dar e receber sem esperar nada em troca. E quando se cozinha com o coração, toda a receita se transforma em riqueza. Apesar da simplicidade dos ingredientes, o conteúdo é fantástico! Com ele aprendo a ser uma pessoa mais tolerante, aprendo que a conquista só se alcança com esforço, aprendo a dar valor ao que realmente importa e aprendo que o respeito e a confiança só se ganham quando aquilo que fazemos nos sai da alma.

Ensinar é um ato único. Fantástico. E só quem o vive é que o compreende. Não há palavras que o expliquem. Principalmente quando falamos de alunos com necessidades educativas especiais, onde a motivação se sobrepõe à limitação e onde a perseverança é maior que a derrota. Onde os pequenos ganhos são enormes vitórias e onde a tristeza fica fora da porta e o sorriso nos invade o rosto.

Pois é, não há receitas mágicas na Educação Especial. Não há ingredientes mágicos. O que realmente é mágico são os verdadeiros cozinheiros que a compõem e que sabem, como ninguém, criar o prato mais fantástico que alguma vez provei!

Obrigada, queridos alunos!