Oráculo

por Gabriel Costa | 2013.12.03 - 01:06

Acho que já todos percebemos que o Salazar, vai ressuscitar. Não sei onde, não sei como e nem sei quando. Mas vai!

Começa a ser pesada a tarefa  de opinar sobre a politica caseira e sobre os profissionais da dita. Periodicamente lavamos os olhos com novos aprendizes, túrgidos de sangue na guelra, céleres na aprendizagem dos tiques e tramoias do arco iris de S. Bento, apostrofados no deslumbramento dos Passos Perdidos, que valem pelo que aparentam e não pelo que melgam. Tornam-se tão iguais, tão cevados, tão monólitos  e tão convencidos, que, de novos Messias que se julgavam, passam a bispos de uma qualquer igreja de garagem, nascida nos subúrbios das metrópoles africanas.

Rapidamente aprendem a repetir os chavões que nos levaram ao descrédito e á miséria, que estrilham ridentes e convencidos da sua imensa sabedoria. Nascidos e crescidos nas benditas jotas, adquiriram por osmose os tiques abonecados e melodramáticos dos chefes de fila. Gente perigosa, esta!

Entre eles, algum vai ressuscitar o velho das botas. É só aguardar, que o tempo nos imporá mais 50 anos de brandos costumes.