Onde anda o senhor Sobrado?

por PN | 2019.10.23 - 09:19

Alguém nos sabe dizer se o nosso inefável vereador da cultura & do turismo da CMV, Jorge Sobrado, ainda se mantém em funções?

Que não se estranhe a pergunta e tão pouco a saudade que lhe subjaz… A sua omnipresença (omnisciência e omnipotência) tornou-se uma parte tão integrante das rotinas de qualquer viseense que se preze que, quando não estão a sair outdoors encomiásticos à obra do chefe, quando passa uma semana sem inaugurar 4 ou 5 “estátuas” no Parque do Fontelo ou na radial de Santiago, quando um mês se escoa sem um festival vínico ou de comedoria, logo nos alarmamos e no sentimento da falta, perplexos nos questionamos: “Onde anda o senhor Sobrado?”

Parte já integrante da paisagem humana viseense, quer seja no chic e aristocrático clube local, quer o seja a cortar mais uma fita no ainda Mercado 2 de Maio ou no Solar do Dão, na sede do PSD ou na Viseu Marca, JS tornou-se não um pacato figurante do Rossio mas um protagonista relevante (passe a tautologia) da paisagem turístico-cultural local. Sem exageros mais arriscaríamos… um ex-libris do burgo.

Por isso e pela profusa estima e profunda admiração que nutrimos pelo seu relevantíssimo trabalho em prol da flora e da fauna local, assim como pelo contínuo mecenato artístico-cultural, a nossa inquietação começa a assumir primícias de preocupação.

“Onde anda o senhor Sobrado?”

Paulo Neto

(Foto DR)