O tinto já exubera dos muros, em Viseu

por PN | 2019.03.16 - 21:39

 

 

A cidade de Viseu transformou-se numa bizarra urbe onde o imprevisto e a emoção nos transmitem um trepidante viver.

Ninguém ignora o esforço financeiro que este Executivo tem feito para promover o vinho de alguns dos seus munícipes (talvez de 0,01% dos seus 98 mil munícipes).

Apesar da irrisória percentagem dos “apoiados”, os restantes 97.980 cidadãos do Concelho de Viseu devem sentir-se agradecidos porque, efectivamente Dão bastante em impostos para esta exclusiva divulgação.

Evidentemente que o Senhor Executivo Camarário aduzirá de suas razões para investir apenas numa ínfima quantidade dos seus eleitores e, em caso algum, estes se devem sentir enjeitados desta selecionada elite ou, in extremis,abastardados” por tais padrastos.

Estranho mesmo é o Compadre Zacarias andar no seu crepuscular exercício de manutenção física, ali para os lados de Marzovelos, e deparar com um fino copo semi-vazio de tinto no muro do Hotel Montebelo, decerto esquecido por algum degustador mais contumaz e já inebriado pela iguaria vínica galhardamente exuberada do muro da dita unidade hoteleira.

É caso para dizer, em Viseu, o vinho já nasce de geração espontânea e em copos de fino talhe…