O Parque Urbano da Radial de Santiago: Promessas à vista

por Carlos Cunha | 2015.04.23 - 11:21

 

 

Agora que os dias são longos e o tempo ameno convida a umas caminhadas e ao exercício físico, é bom saber que há em Viseu magníficos espaços onde se pode praticar desporto.

Para além do Parque do Fontelo, a aguardar intervenção na Mata, já prometida pelo Presidente Almeida Henriques, temos ainda a Ecopista do Dão, o Parque Aquilino Ribeiro e o da Radial de Santiago, uma infraestrutura cada vez mais procurada pelos viseenses no final do dia ou durante os fins-de-semana.

Lamentamos, no entanto, que quem frequenta aquele espaço não encontre um parque infantil, onde as crianças possam brincar livremente e em segurança.

O bar ali edificado não é apelativo nem convida a um descanso retemperador na esplanada. Ao que parece o concurso aberto pela autarquia viseense, destinado à exploração comercial do mesmo parece não ter despertado o interesse de eventuais candidatos, uma vez que, por enquanto, permanece encerrado.

Já por mais de uma vez escrevi que aquela construção arquitetónica em “contentor” apenas pode ter um destino: a demolição. Resta, portanto, saber até quando é que o Município fará “orelhas moucas”, protelando no tempo a construção de raiz de um espaço de cafetaria e esplanada moderno e aprazível, semelhante aquele que existe no Parque Aquilino Ribeiro.

Almeida Henriques comprometeu-se, nas duas últimas Assembleias Municipais, a efetuar alguns melhoramentos, anunciando que iria proceder ao alargamento do Parque Urbano da Radial, estendendo-o até aos terrenos situados na Estação Agrária através da criação de uma zona verde de lazer.

Prometeu também melhorar a iluminação, reconhecendo finalmente que a mesma é insuficiente até porque grande parte dos candeeiros se encontra vandalizada.

Promessas já temos, por isso, resta agora saber quanto tempo é que as obras levarão a sair do papel.

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub