Mais um revés para Passos Coelho e o seu tabu dos 3 Reis Magos

por PN | 2016.12.22 - 10:56

 

 

No seu crónico ressabiamento e incapacidade de assumir a realidade, Passos Coelho, depois do “diabo”, vem agora com o novo tabu agoirento dos 3 Reis Magos, que chegarão a Portugal em Janeiro.

Provavelmente, depois de e no Natal terem ido saudar o nascimento do Menino. Porém, o que ele quer malevolamente insinuar, gerando angústia nos portugueses e descrédito no actual Governo, é que a famigerada “troika”, os “mala-aviada” do FMI estão para chegar e para impor novas sanções aos exangues contribuintes portugueses.

Contudo, ontem, às 18H00, o Presidente da República, um social-democrata sério e do mesmo partido de Passos Coelho, veio anunciar a promulgação do Orçamento de Estado para 2017, para fundamento de seu acto elencando 4 razões:

1ª A execução orçamental de 2016 apontou para um valor aceitado pela CE.

2ª O défice previsto pelo Orçamento de Estado de 2016 aponta para um valor também aceitado pela CE, o que traduz preocupação de rigor financeiro.

3ª A importância da estabilidade financeira e política para a consolidação do sistema bancário.

4ª O ano complexo e repleto de incerteza que se avizinha, no exterior, tanto na Europa como no mundo.

Marcelo Rebelo de Sousa deixou ainda desafios ao Governo: Saber lidar com a “Imprevisibilidade no mundo e na Europa”, com eleições em vários países e com o Brexit; a “necessidade de estar atento à consolidação do sistema bancário”; a necessidade “de maior crescimento económico” e a “aposta no aumento de exportações e no acréscimo ao investimento”.

Pelos vistos, nem todos são profetas da desgraça, ouvindo-se vozes de bom-senso, serenidade e lucidez, em contraponto às atoardas atolambadas de alguns, ao seu histerismo descabelado e à sua caduca amência.