Instituto Politécnico de Viseu saúda o nascer de Rua Direita

por Fernando Sebastião | 2013.11.28 - 18:03

No novo mundo da sociedade do conhecimento em que vivemos, o acesso à informação dos acontecimentos que nos rodeiam e que moldam a nossa vida encerra contornos de absoluta indispensabilidade.

Neste enquadramento de mundo globalizante, a comunicação social, particularmente a local, tem sido determinante para o conhecimento público e generalizado dos acontecimentos mais relevantes que vão contribuindo para o desenvolvimento sustentado e afirmação de toda a vasta região em que vivemos.

O surgimento de um novo órgão de informação com sede e matriz comunicacional em Viseu, a plataforma Rua Direita, deve ser assinalado como uma boa notícia para Viseu.

Os conturbados tempos que atravessamos e as incertezas que assolam a nossa sociedade devem ter por parte das forças vivas e dos atores sociais da nossa região uma consciencialização acrescida do seu fulcral contributo para o caminho que devemos trilhar rumo a uma nova esperança.

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) é um pilar estruturante no desenvolvimento regional, assumindo-se como motor impulsionador de conhecimento científico, tecnológico e cultural, com incidência direta no pulsar da vida económica e social e no progresso do distrito, da região e do país. Instituição de ensino superior público de uma extensa área de abrangência, o IPV dispõe de uma rede formativa diversificada e condições indispensáveis a uma formação de qualidade, congregando em si um corpo docente devidamente qualificado (caminhando a muito curto prazo para cerca de 300 doutorados, cerca de 75% dos seus professores), com infra-estruturas ímpares de estudo e investigação proporcionadas aos seus alunos.

Centro de ciência, investigação e formação, o Politécnico de Viseu cria, fomenta e institui sinergias com a comunidade envolvente, com o tecido empresarial, com as autarquias, forças políticas e instituições sociais, culturais e de índole educativa e formativa, no fundo, com toda a região de Viseu. Os milhares de quadros superiores formados na instituição, a investigação produzida, os estudos científicos realizados, os protocolos e parcerias instituídos são pilares sólidos na construção do nosso desenvolvimento colectivo. Sempre imbuído da missão que o norteia: gerar valor e impulsionar o desenvolvimento e o progresso da região e do país.

Um estudo realizado recentemente pelo Centro de Investigação e Desenvolvimento em Educação, Tecnologias e Saúde (CI&DETS) do IPV revela o elevado impacto financeiro que a instituição de ensino superior tem na sua região de influência, ascendendo a valores perto dos 69,5 milhões de euros, ou seja 4,5% do PIB estimado da região em 2012.

O Instituto Politécnico de Viseu saúda o nascer de Rua Direita, novo meio de informação que irá certamente contribuir para o incremento das sinergias e do desenvolvimento da região.

Fernando Lopes Rodrigues Sebastião, natural de Mortágua, é professor coordenador de nomeação definitiva da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (ESTGV). Licenciado em Engenharia Eletrotécnica (Universidade de Coimbra) e Mestre em “Políticas e Gestão do Ensino Superior” (Universidade de Aveiro), desempenhou os seguintes cargos no IPV: Vogal da Comissão Instaladora da ESTGV, de 1988 a 1995; Presidente do Conselho Diretivo da ESTGV, de 1995 a 2005; Presidente do Instituto Politécnico de Viseu, desde 15 de setembro de 2008.

Pub