FUNDAÇÕES: CHAMPALIMAUD E REINA SOFIA

por José Carreira | 2015.07.16 - 10:15

 

 

Duas senhoras, a Rainha Sofia de Espanha e a Dr.ª Leonor Beleza, dirigem duas fundações de excelência: Fundação Rainha Sofia e Champalimaud respetivamente.

No início do ano, a rainha Sofia visitou a Fundação Champalimaud, acompanhada pela sua presidente Leonor Beleza.

A visita teve como objetivo promover uma maior cooperação entre as fundações no combate às doenças de Parkinson e Alzheimer.

Sendo a doença de Alzheimer um problema crescente e global faz sentido que se unam todos os esforços capacitando-nos para enfrentarmos as múltiplas dificuldades.

Mais concretamente, atentemos nas palavras de Leonor Beleza: “Têm projetos pioneiros e interesse em colaborar, eles com aspetos mais clínicos e maior experiência com doentes, nós com mais investigação básica sobre doenças neurodegenerativas, que é relevante para saber como elas aparecem e se desenvolvem.”  

A vontade em juntar saberes e competências técnicas diferenciadas é o ponto de partida para o intercâmbio de cientistas ímpares que poderão tornar-se mais eficientes na procura de respostas eficazes ao “tsunami do século XXI”.

A doença de Alzheimer deve ser encarada como uma Prioridade de Saúde Pública (OMS)[1], em função do Impacto Global (Alzheimer´s Disease International)[2] que se prevê no período compreendido ente 2013-2050.

Tenho esperança que possamos potenciar a proximidade e a boa acessibilidade existentes no eixo Viseu – Salamanca. Recordo que está em Salamanca um dos centros mais inovadores na investigação de terapias não farmacológicas no combate à doença de Alzheimer: Centro de Referência Estatal de Atención a Personas com Enfermedad de Alzheimer y otras Demecias (CREA)[3], dirigido por Maria Isabel Ingelmo.

 

[1] http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/98377/1/9789275318256_spa.pdf

[2] https://www.alz.co.uk/research/GlobalImpactDementia2013.pdf

[3] http://www.crealzheimer.es/crealzheimer_01/index.htm