FESTA DO AVANTE … Não há festa como esta!

por Eme João | 2015.09.07 - 12:15

 

Ouvimos dizer em relação à Festa do Avante, que não há festa como esta e é absolutamente verdade.

É quase impossível descrever a enorme pluralidade de eventos, desde os concertos, cinema, teatro, exposições, desporto, variedade gastronómica, etc.

Mas, é sem dúvida a atmosfera o que mais impressiona. Os olhares, a alegria, os sorrisos, a liberdade que se respira.

Todos os anos, nesta altura, dou uso à minha tenda e parto rumo à Atalaia na tarde de sexta-feira. Depois dos aspectos logísticos, próprios do campismo, entro finalmente no recinto da Festa. Apesar do cansaço de um ano inteiro, assim que chegamos tudo passa.

Penso que será dos poucos lugares onde mesmo indo sozinhos, nos sentimos confortavelmente acompanhados. Um lugar em que enquanto se carrega a bateria do telemóvel, se discute filosofia com um camarada que ainda não conhecíamos e que veio do Minho. Um lugar, onde depois de jantar nos sentamos num banco corrido para tomar um café no bar do parque de campismo, e um grupo de camaradas senta-se ao nosso lado insistindo em partilhar o jantar. E janta-se duas vezes.

Um lugar, onde se ouvem pessoas dizer, só é pena ser só uma vez no ano… onde alguém perde uma carteira com dinheiro, documentos, etc., e passado cerca de meia-hora, a encontra intacta nos perdidos e achados.

Depois, na parte pior, quando chega a hora de regressar e desmontar a tenda, cuja montagem é fácil mas a desmontagem é do pior, não há camarada que não tente dar uma ajuda.

Mas nada disto seria possível, se não fosse todo o trabalho voluntário dos militantes que meses antes, começam a preparar a Festa e o trabalho dos que durante os três dias asseguram o seu funcionamento.

Por tudo isto e por tudo o mais que só mesmo vivendo a Festa do Avante se consegue sentir, digo-vos com toda a certeza, que não há Festa como esta!

 

 

 

 

 

Nasceu em Lisboa em 31/10/1966. Estudou psicologia no Ispa. Trabalha actualmente no ISS.

Pub