Ex-Ministra Socialista forma quadros do CDS-PP

por Carlos Cunha | 2016.08.31 - 11:58

 

 

Maria de Lurdes Rodrigues, antiga ministra socialista do governo liderado por José Sócrates, foi convidada pela Direção do CDS-PP para participar, enquanto oradora, nas jornadas políticas de verão organizadas pelos centristas, que se realizam de 1 a 4 de setembro em Peniche, subordinadas aos temas da educação e cultura.

Esta iniciativa, implementada pela anterior Direção, integra há três anos a rentrée dos centristas e tem a denominação de Escola de Quadros assumindo-se como um momento de formação política dos juvenis. A grande novidade deste ano será a presença de dois ex-governantes socialistas: António Vitorino e a já citada Maria de Lurdes Rodrigues.

Quando ouvi o nome da ex-ministra da educação fiquei desagradavelmente surpreendido até porque neste país à beira mar plantado, ilhas incluídas, certamente haverá alguém que perceba mais de educação do que a senhora ex-ministra. Considero-a apenas imbatível no achincalhamento público da classe docente, a quem retirou muito do respeito e da autoridade durante os anos em que esteve à frente dos destinos do Ministério da Educação.

Podemos mesmo dizer que se menosprezar e maldizer a classe docente fosse uma modalidade olímpica, Maria de Lurdes Rodrigues seria uma incontestável candidata às medalhas.

A ex-ministra rosa conseguiu o feito político notável de juntar, num sábado à tarde, cerca de 120 mil professores nas ruas de Lisboa, sindicalistas da UGT e da FENPROF incluídos e marchando lado a lado, num protesto uníssono contra as políticas educativas então implementadas.

Nesse tempo, Diogo Feio, atual responsável pelo Gabinete de Estudos do CDS-PP, que tem entre outras responsabilidades a da organização da escola de quadros centristas, era deputado europeu e essas manifestações de descontentamento da classe docente não devem ter chegado ao seu conhecimento ou mais preocupante ainda é o facto do Gabinete de Estudos ter sido tomado por um surto de amnésia coletiva, pois, só assim se encontra explicação para o convite agora efetuado à ex-ministra da educação de José Sócrates.

Na verdade, os jovens aspirantes centristas poderão aprender com Maria de Lurdes Rodrigues a arte de desbaratar dinheiros públicos, porque ao que parece no CDS-PP já se terão esquecido que esta senhora foi a mãe da Parque Escolar, uma empresa pública responsável pela gestão e administração dos imóveis escolares, que foi um verdadeiro sorvedouro de dinheiros públicos e um exemplo de má gestão como o atestam as auditorias emanadas pelo Tribunal de Contas e os mil milhões de dívida deixados para os contribuintes do costume pagarem.

Por outro lado a presença da senhora ex-ministra deixa-me, enquanto professor e militante do CDS-PP, duplamente insatisfeito e descontente. Enquanto professor estamos conversados, enquanto militante a opção pela ex-ministra leva-me a concluir que o CDS-PP atravessa uma profunda crise em matéria educativa, pois, para além da escassez de ideias, pouco mais se conhece do que a defesa da liberdade de escolha da escola, temo concluir que não existe, ao nível da cúpula diretiva, quem pense e perceba verdadeiramente de educação, pois, só assim se compreende o convite efetuado à ex-ministra socialista de quem a generalidade da comunidade educativa guarda uma memória de arrogância e prepotência. Alguém se esqueceu também que os deputados centristas foram críticos no passado das políticas educativas de Maria de Lurdes Rodrigues contra as quais apresentaram várias moções e propostas legislativas e até por respeito a esses parlamentares, o CDS-PP deveria ter ponderado melhor aquando da escolha da ex-ministra socialista.

Digamos que os jovens quadros centristas são merecedores de melhor formação e preparação, por isso, a escolha de Maria de Lurdes Rodrigues só pode ser considerada como um erro de casting e um enorme equívoco.

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub