Eleições Europeias: A oportunidade

por Manuel Ferreira | 2014.05.16 - 09:53

As eleições europeias de 25 de maio são relevantes para Portugal e para a vida dos portugueses. Estamos perante um dia que simbólica e formalmente pode marcar uma nova época de esperança e de confiança para todos nós.

Vamos estar face a umas eleições europeias que podem simbolizar um enorme tónico, incentivo e estímulo para sair de uma crise e de uma prática política e governativa que nos têm maltratado e esmagado na nossa dignidade e realização pessoal e social. Por isso, estas eleições são uma verdadeira oportunidade para que possamos inverter este rumo desumano e de perversidades mercantilistas e para que consigamos ganhar de novo um espírito de entusiasmo, de alegria, de ânimo, de ambição e de desejos.

Hoje, mais do que nunca, não podemos ou devemos ignorar ou ficar indiferentes a uma reflexão sobre a Europa, as suas questões, as suas dificuldades, os seus benefícios, em suma, não nos devemos furtar, em circunstância alguma, a uma avaliação do projecto europeu.

O PS assume-se como um partido de tradição europeia, de projecto europeu, por isso, deve considerar estas eleições como uma prioridade. Trata-se de lutar pela defesa do modelo social europeu como o caminho para a criação de sociedades mais humanizadas e respeitadoras dos direitos humanos. É que consideramos, tal como o actual Presidente de França, François Hollande, que “sair da Europa seria sair da História” e nós pretendemos ficar na História. E ficar na História não por comportamentos de conformismo, apatia, acomodação ou desistência, mas por presença activa, por uma conduta comprometida com a humanização do Homem e com os desafios criados pelas instituições políticas, sociais, culturais, económicas e educacionais.

O PS continua a ser a base de alternativa face à actual realidade. Mudar e melhorar mais a vida das pessoas continua a ser possível. O PS está disponível para manter o desejo e a expectativa no futuro.

Manuel Ferreira tem 49 anos e nasceu em Lamego. Casado, dois filhos. É licenciado em Filosofia pela Universidade de Letras do Porto. Possui a Especialização em Administração e Gestão Escolar e é Mestre em Filosofia em Portugal e Cultura Portuguesa. Militante socialista desde 1996, foi membro da Assembleia Municipal de Lamego entre 1997 e 2001 e Secretário do Gabinete de apoio do pessoal do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lamego entre 2001 e 2005 e membro da Comissão Política durante vários anos. Atualmente é Presidente da concelhia de Lamego do PS e membro da Comissão Política da Federação de Viseu.

Pub