De chapéu e galochas no Palácio do Gelo

por Carlos Cunha | 2016.02.27 - 13:24

 

 

Quando está mau tempo não existem em Viseu grandes alternativas para passar o tempo, daí que os centros comerciais sejam os locais mais procurados e concorridos.

Nos dias em que o mau tempo não dá tréguas, e este ano da graça de 2016 não têm sido poucos, entrar com o carro na garagem e depois de passadeira rolante subir ou descer tranquilamente até ao piso das lojas tem o seu conforto e comodidade.

Num destes dias de frio e chuva intensa, decidi ir até ao Palácio do Gelo como a maior parte dos viseenses. Como estava mau tempo para andar a pé, como habitualmente faço, estacionei o carro no parque subterrâneo.

Na descida para o estacionamento, havia três carros à minha frente. Esperei que estes avançassem até chegar a minha vez de retirar o ticket da máquina. A cancela subiu e avancei. Dei duas ou três voltas até encontrar lugar, fiz a manobra com cuidado e estacionei o carro.

Mal pus os pés fora da viatura, caíram-me na cabeça duas ou três pingas de água. Pensei para comigo que afinal não chovia apenas lá fora. Ergui a cabeça para ver de onde caía a água e quase sem dar por isso enfiei os pés numa poça de água.

Do lugar onde deixei o carro estacionado até à entrada no shopping, lá tive de fazer gincana para me desviar com perícia da água, que formava autênticos charcos. Em simultâneo, tentava evitar os pingos que caíam incessantemente das fendas existentes no teto, desviando-me dos carros para estes ao passarem não me molharem. Enfim, uma odisseia!

Lá fui pensando para os meus botões, que a borla das duas horas gentilmente cedidas pelo Palácio do Gelo no estacionamento faz todo o sentido, aliás dados todos os constrangimentos que vos relatei até devíamos ter direito a toalha para secar o cabelo e café quente.

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub