ANIMAL REVOLUTION

por Ana Cristina Mega | 2013.12.11 - 08:27

Até pararmos de prejudicar todos os outros seres vivos, ainda seremos selvagens.” Thomas Jefferson

 
Como portuguesa e médica-veterinária congratulo-me com o resultado da aprovação, na semana passada, do projecto lei da criminalização dos maus-tratos a animais domésticos e com a participação activa da Ordem dos Médicos Veterinários ao longo da preparação deste processo. Esta contribuiu para lançar uma perspectiva científica e objectiva sobre o assunto, tornando-o verosímil mesmo para aqueles que não possuem sensibilidade para este tema. Pese embora a militância cerrada e empenhada das associações protectoras, e bem, nomeadamente da Animal, gosto de pensar que os argumentos fundamentados compuseram parte importante do peso da decisão.
Ainda que a sociedade em geral já esteja sensibilizada para alguns aspectos dos maus-tratos dos animais domésticos, o poder político, à excepção de algumas forças da esquerda, têm estado dormentes em relação ao problema. Foi pois, com agrado, que registei a iniciativa da proposta desta legislação pelas bancada dos dois maiores partidos, PSD e PS, tornando esta causa mais abrangente e reveladora do seu posicionamento global na sociedade. Resta agora ao CDS-PP, o partido mais resistente nestas lides, à excepção do seu deputado João Rebelo, juntar-se aos restantes e seguir a evolução do país em relação ao modo como os animais são encarados. Pois se este assunto até agora tem estado na agenda dos partidos mais à esquerda, a partir deste momento passou a ser um assunto apartidário e sem peso ideológico. Os portugueses que querem ver os animais protegidos são transversais a todo espectro político, devendo este conceito ser apreendido pelos representantes parlamentares, independentemente da sua cor.
A aprovação deste projecto lei é um passo em frente, mas somente isso, um primeiro e grande passo em frente.
Que este projecto não morra abandonado como mais um cão na beira da estrada e se faça Lei!

Médica veterinária, docente na Escola Superior Agrária, ISPV

Pub