ADOÇÃO: Afetos e etapas

por Sara Alves | 2016.04.01 - 19:34

 

 

The Blind Side é um filme dramático norte-americano de 2010 realizado por John Lee Hancok, baseado no livro “The Blind Side: Evolution of a Game” de Michael Lewis que conta a história verídica de Michael Oher.

Michael Oher é um norte-americano negro, jogador profissional de futebol americano que joga como offensive tackle (jogador que protege o quarterback – lançador) e que venceu o Super Bowl XLVII (jogo do campeonato da principal liga de futebol americano dos Estados Unidos da América que decide o campeão da temporada) com a equipa dos Ravens.

O filme ocorre no estado de Tennessee, na cidade de Memphis, e inicia-se no ano de 2003. Michael Oher conhecido como Big Mike é um jovem adolescente de estatura física muito grande (como a sua alcunha indicia), filho de uma mãe viciada em dependências várias, que frequentou por inúmeras escolas e sem nunca ter tido uma vida estável em termos físicos e psicológicos.

Michael é um jovem muito reservado e introvertido que sempre viveu à mercê da sua sorte e que tem três capacidades muito especiais: resiliência, um instinto de proteção muito apurado e uma aptidão inata para o desporto.

Certo dia, quando caminhava à chuva em direção à escola para aí poder passar a noite às escondidas é visto por Leigh Anne Tuohy que ia acompanhada pela família. Uma família branca da classe alta, constituída pelo casal, um filho pequeno e uma filha adolescente.

Leigh, a mãe, é uma mulher determinada, autocrata e muito generosa que ao aperceber-se para onde Michael ia, reconheceu-o porque essa era também a escola dos seus filhos, e convidou-o a passar a noite na sua casa.

O que começou por um gesto de boa vontade, transformou-se num sentimento de afeto profundo entre Leight e Michael e que se estendeu aos restantes membros da família.

Com o passar dos tempos Michael vai-se tornando parte da família e Leight juntamente com o marido decidem adota-lo. Descobrem que Michael viveu num bairro violento e que o caminho habitual dos jovens dessa zona é envolverem-se com o tráfico de drogas. Com muita determinação a nova mãe de Michael vai mudando a sua vida para sempre. Ele começa a jogar futebol na escola e rapidamente chama a atenção de diversos olheiros que descobrem e identificam jovens com capacidade para ingressarem nas equipas de futebol. As notas de Michael não são muito boas e revelam que ele tem algumas dificuldades na aprendizagem dos conteúdos escolares, o que vai influenciar a possibilidade dele conseguir uma bolsa de estudo. Sua mãe contrata uma professora particular que sendo bastante persistente o ajuda a melhorar as notas de modo a alcançar a média necessária para entrar numa universidade.

Tudo vai correndo bem e Michael consegue a bolsa de estudo e entra para a universidade em que estava interessado e ingressa na respetiva equipa de futebol.

Esta história verídica é um caso de sucesso em que uma nova família por adoção, e os laços afetivos que nela foram criados fez toda a diferença na vida e no futuro de um jovem.

Em termos do processo de adoção, quando se dá a integração de crianças ou jovens na família adotante, é de decisiva importância favorecer um encontro de afetos, gostos e expetativas que levem à partilha de realidades inicialmente diferentes. Dando este primeiro passo, torna-se necessário consolidar esses mesmos afetos e realidades de modo a que sejam consumadas num futuro positivo e feliz.