A sociedade e o estatuto moral dos animais

por Ana Cristina Mega | 2013.11.28 - 16:08

Em todo o mundo e todos os dias, milhões de pessoas interagem directa ou indirectamente com milhões de animais, estabelecendo relações complexas de interdependência.

As relações directas da sociedade com os animais são facilmente visíveis nos profissionais que lidam com eles directamente, como os médicos veterinários, biólogos, tratadores, pastores, magarefes, criadores e proprietários de animais. No entanto, as relações indirectas não são imediatamente evidentes.

Para quem acha que o bem-estar animal apenas diz respeito a quem tem contacto imediato com estas criaturas, desengane-se, pois basta pensar um pouco no que traz vestido e calçado, nos seus produtos de higiene pessoal, na última refeição consumida, nos assentos do automóvel e, eventualmente, no comprimido tomado aquando da última crise de cefaleia. Assim, torna-se patente que o assunto da moralidade da utilização dos animais não pode ser visto como um problema isolado de quem com eles convive, trata ou utiliza como fonte de rendimento económico, mas sim como fazendo parte de um problema global, de uma sociedade que os utiliza de forma sistemática em muitos dos seus usos e gestos diários. Deste ponto de vista, a vida e a morte destes animais, assim como as práticas a que são sujeitos durante a sua existência, estão indissociavelmente ligados à vida de cada um e de todos de nós e, como tal, constituem assunto da nossa responsabilidade individual e colectiva.

Simultaneamente, o conhecimento científico actual, informa-nos que os animais são seres sencientes, ou seja, têm consciência de si próprios e, que a par disso, possuem toda uma estrutura biológica capaz de sentir emoções e sensações físicas de dor e prazer.

À luz destes dados, será de esperar que uma sociedade ética e posta perante factos atribua estatuto moral aos animais que utiliza e teça considerações, alterações e limites a muitas práticas e usos a que os animais estão sujeitos.

Médica veterinária, docente na Escola Superior Agrária, ISPV

Pub