A Carta! Para saber ler, escrever e pensar!

por João Salgueiro | 2014.05.12 - 13:32

Hoje lembrei-me da Carta de Tiago Bettencourt a propósito das notícias da política nacional. A Carta, sim, o 1º Ministro escreveu mais uma carta à TROIKA! Diz que não é importante, é mais uma na sequência de tantas outras que a antecederam.

Desplante! Então a saída não foi “limpa”? É como os impostos: “não aumentamos mais impostos”!.Mas eles já aí estão, oito dias depois da afirmação anterior, toca de subir impostos! É obra!

A carta. Não é apenas importante saber dela, é importante decifrá-la! Este governo joga com as palavras (nisso, honra lhes seja feita, são exímios!) e o que dizem ser, não é! E o que dizem não ser, é!

Mais uma vez, a propósito da contratação coletiva, a oposição: “querem acabar com a contratação coletiva!”, o 1º Ministro: “queremos desenvolver a contratação coletiva!”

Recorrendo ao dicionário, desenvolver significa:

1. Desembrulhar, tirar do invólucro.

2. Desdobrar (o invólucro); desenrolar.

3. Fazer crescer; aumentar as faculdades intelectuais de.

4. Dar incremento a.

5. Propagar.

6. Expor minuciosamente.

7. Tornar claro (o obscuro); explicar.

8. Ampliar; tirar consequências (a um tema ou tese).

9. Examinar em todos seus aspetos.

10. Fazer perder o acanhamento ou o pejo a.

11. Representar num plano todos os lados de uma construção.

verbo pronominal

12. Crescer.

13. Progredir.

14. Aumentar.

15. Propagar-se; estender-se, prolongar-se.

16. Perder o acanhamento.

“desenvolver”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/DLPO/desenvolver [consultado em 09-05-2014].

Com vemos, dá para tudo, até para acabar!

O que, atendendo às estratégias recentes e ao sentido geral da atuação do governo, só pode significar piorar a vida dos trabalhadores (retirar direitos conquistados).

Só nos resta mostrar que lemos com atenção a pauta do governo e que nós também podemos escolher a nossa própria MÚSICA.

Cartas há muitas, mas nós também sabemos ler, escrever e pensar!