Quando uns animais se tornaram mais animais que outros

por Ana Cristina Mega | 2013.12.03 - 19:05

“O Homem é a única criatura que consome sem produzir. Não dá leite, não põe ovos, é fraco demais para puxar o arado, não pode correr suficientemente depressa para capturar coelhos. No entanto, ele é o Senhor de todos os animais.” George Orwell

 

A história da relação dos Homens com os Outros Animais data do tempo em que o Homem ainda não era Homem e se deslocava sobre os quatro membros. Nessa época, vivia entre eles e como eles, dependendo todos do mesmo clima e da fartura da mesma vegetação.

O Homem caçava e era caçado, participando no encadeamento natural.

A relação Homem-Bicho era de igualdade, cada um respeitando o outro, com a compreensão de que sobreviviam apenas os mais fortes de ambos os lados, havendo alternância entre vencedores e vencidos.

Mas a própria Natureza não é estática e a evolução natural, que tirou os hominídeos da sopa primitiva, foi a mesma que levantou o Homem e lhe deu uma posição erecta, libertando os seus membros anteriores da locomoção, ao mesmo tempo que lhe conferia um polegar oponível em cada mão.

A par destas transformações, o Homem primitivo via a sua fácies modificar-se de dia para dia: o seu queixo recuava, a sua fronte avançava e a sua nuca avolumava-se.

A caixa craniana crescia, crescia.

Estas alterações pouco significariam para as relações entre o Homem e o Bicho se, dentro desta Caixa de Pandora, não estivesse um cérebro em crescimento a conformar-se com a sua nova volumetria.

A massa cefálica dilatava-se, retorcia-se.

Agora, o novo Homem, dotado deste arsenal de habilidades físicas, também possuía uma unidade intelectual capaz de as coordenar e rentabilizar. Assim, fabricava objectos que aumentavam a sua probabilidade de êxito nas caçadas e o seu poder de defesa, descobria como fazer fogo e a cobrir-se com as peles dos animais.

A sua eficiência aumentava, aumentava, mas a par do declínio da igualdade Homem-Bicho!

Médica veterinária, docente na Escola Superior Agrária, ISPV

Pub