214 euros é o preço de uma alma

por Alexandra Azambuja | 2018.11.30 - 11:53

A notícia deixa-me furiosa.
Ainda posso ficar furiosa porque ainda há jornais que dão notícias.
O governo PS corta pela metade a bolsa de mérito dos alunos mais pobres que assim, em vez dos 428 euros da primeira tranche levam para casa apenas metade.
Desculpem maçá-los com estas minudências, mas esta bolsa é para muitas famílias a diferença entre ter um presente de Natal para as suas crianças, ou não.
As famílias mais pobres não devem ter direito a Natal?
Não. Para que os resultados do governo em ano pré-eleitoral dourem a pílula, as crianças das famílias mais pobres perdem o direito a um presente de Natal.
O socialismo, a geringonça e a esquerda em Portugal aprovam isto?
Os políticos não são todos iguais?
Este é o dia em que eu gostaria muito de poder olhar António Costa nos olhos e dizer-lhe:

– Que vergonha, senhor Primeiro Ministro, que vergonha!!!!!