Teatro Viriato recebe estreia absoluta de uma obra do universo de Almeida Negreiros

por Rua Direita | 2014.02.07 - 14:35

Depois da direção artística de Almada, Um Nome de Guerra/Nós Não Estamos Algures (Casa de Serralves, 2012), MIMA-FATÁXA representa o regresso de João Sousa Cardoso a José de Almada Negreiros. Um espetáculo concebido a partir de três textos do autor de vanguarda. Os Ingleses fumam Cachimbo (1919), Mima-Fatáxa (1919/1920) e A Cena do Ódio (1915) são interpretados pela cantora Ana Deus e pelo ator Ricardo Bueno, acompanhados por vinte participantes locais. Mima-Fatáxa revisita a vitalidade das ideias e da linguagem do primeiro Modernismo, propondo uma crua interpelação da vida cultural, social e política do país no presente, na senda da provocação que Almada Negreiros lançou e deixou em herança.

Criação João Sousa Cardoso;

Interpretação Ana Deus e Ricardo Bueno acompanhados por um grupo de 20 participantes locais;

Iluminação Miguel Ângelo Carneiro; Produção Três Quatro Lente; Coprodução rede 5 Sentidos (Centro Cultural Vila Flor, Maria Matos Teatro Municipal, Teatro Virgínia e Teatro Viriato) Produção associada Balleteatro

MIMA-FATÁXA de JOÃO SOUSA CARDOSO | com ANA DEUS e RICARDO BUENO

14 e 15 de Fevereiro | 80 min. aprox.

sex 15h30 | público-alvo Ensino Secundário | preço 1€ sáb 21h30 (as portas da sala abrem às 21h00) | m/12 anos | preço único: 10€ Teatro Viriato recebe estreia absoluta de uma obra do universo de Almeida Negreiros

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub