Teatro Viriato – 5/7 Março – Programação

por Rua Direita | 2014.02.28 - 16:06

FILME-CONCERTO / FOYER

05 MAR

THE BLACKSMITH de BUSTER KEATON | musicado ao vivo por CÉSAR PRATA

THE FALL OF THE HOUSE OF USHER de JAMES WATSON e MELVILLE WEBBER | musicado ao vivo por MARCOS CAVALEIRO

qua 22h00 | 50 min. (c/ intervalo)

preço único 2,50 | m/ 12 anos

Em parceria com Cine Clube de Viseu

ESPAÇO CRIANÇA DISPONÍVEL

 

Desafiados pelo Teatro Municipal da Guarda, César Prata  e Marcos Cavaleiro, músicos da cidade, musicam ao vivo as duas curtas-metragens The Blacksmith e The Fall of the House of Usher. Um projeto agora resgatado pelo Teatro Viriato, em parceria com o Cine Clube de Viseu.

The Blacksmith é a curta-metragem de excelência artística de Buster Keaton, “o cómico que nunca ri”, num exemplo de extraordinária capacidade humorística sem recurso a uma única palavra. Esta curta vai ser musicada por César Prata, o músico dos sete instrumentos e mentor de vários projetos musicais.

Já o clássico de terror The Fall of the House of Usher, de James Watson e Melville Webber, é musicado pelo percussionista Marcos Cavaleiro, que atualmente integra várias formações na área do Jazz como a OJM, André Fernandes BOX, Demian Cabaud Quarteto, Mário Santos Bloco A4, Susana Santos Silva Quinteto, Jeff Davis e Oscar Graça trio.

The Blacksmith

Interpretação César Prata (composição, laptop, guitarra, berimbau, kazoo, harmónica, caxixi, pau, boomwackers e yourockguitar)

The Fall of the House of Usher

Interpretação Marcos Cavaleiro (percussão) e Demian Cabaud (contrabaixo)

 

DANÇA

07 MAR DANZA PREPARATA coreografia RUI HORTA 

sex 21h30 | 90 min.

preço A: 10 (plateia e camarotes) / 7,50 (frisas frontais) / 5 (frisas laterais)

// descontos aplicáveis m/ 12 anos

ESPAÇO CRIANÇA DISPONÍVEL

Para assinalar o 100º aniversário do nascimento de John Cage (2012), a Casa da Música convidou o coreógrafo Rui Horta a criar uma obra sobre as Sonatas e Interlúdios, um trabalho de referência de Cage para piano preparado. Um solo para um “corpo preparado” em diálogo com um piano preparado.

Na interpretação das 20 curtas peças de Sonatas e Interlúdios, o piano obedece a uma rigorosa preparação, claramente descrita na partitura por Cage, sendo este invadido e contaminado por todo o tipo de pequenos objetos que dão uma sonoridade única. Um processo que levou Rui Horta a pensar na própria preparação de um corpo para a complexidade e virtuosismo da interpretação coreográfica. Danza Preparata é, por isso mesmo, uma peça reduzida à dimensão mais pura da composição coreográfica, um enorme desafio onde o corpo e a música se articulam numa simbiose, onde a estranheza impera.

Música Sonatas e Interlúdios, John Cage

Coreografia, cenografia e desenho de luzes Rui Horta

Piano Rolf Hind

Bailarina Silvia Bertoncelli

Figurinos Ricardo Preto

Produção Casa da Música e O Espaço do Tempo, em colaboração com Fundação Calouste Gulbenkian, Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura, Salzburg Bienalle, KunstFestSpiele Herrenhausen, Festival Musica Strasbourg, Festival Romaeuropa e Vilnius Gaida Festival, com o apoio do Réseau Varèse

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub