“Street Art” vai ser elo de ligação entre o município de Nelas e de Viseu

por Rua Direita | 2016.04.28 - 09:01

2º FESTIVAL DE STREET ART APRESENTADO ONTEM NO MERCADO 2 DE MAIO EM VISEU. PINTURA DE CUBA DE VINHO DA VILA DE NELAS E NA CIDADE DE VISEU É A GRANDE NOVIDADE DESTE ANO.

 

No âmbito do 2º Festival de Street Art de Viseu (pintura urbana, de ruas e edifícios), os Municípios de Nelas e de Viseu reforçaram laços de cooperação a propósito do vinho do Dão, com a pintura de duas cubas de Vinho, uma em Nelas e outra em Viseu, sendo a de Nelas localizada junto ao Edifício da Antiga Federação dos Viticultores do Dão, criando-se simbolicamente uma imagem comunicante no domínio da identidade vinhateira comum aos dois territórios.

No ano em que se comemoram as Bodas de Prata dos 25 anos da Feira do Vinho do Dão de Nelas, que se realiza nos dias 2, 3 e 4 de setembro de 2016, a Câmara Municipal de Viseu integrou no seu programa “Tons de Primavera”, a oferta desta ação à Câmara Municipal de Nelas, que será um importante contributo para a valorização do património arquitetónico de cariz vitivinícola do concelho. Neste sentido, as duas cubas vínicas que se encontram separadas por 24 km, uma em Viseu e outra em Nelas, recebem a intervenção artística de “The Caver”, estabelecendo desta forma “um elo” de ligação nesta região vinhateira e de consolidação da recente aposta da Câmara Municipal de Nelas na renovação da imagem urbana da Vila. Esta iniciativa do Município de Viseu dá o pontapé de saída na agenda enoturística anual do Concelho e da Região, com um mix de programação artística, vinhateira e de animação, sem esquecer a marca de identidade histórica de Nelas, que está situada bem no centro da Região Demarcada dos Vinhos do Dão.

Na Sessão de apresentação, o Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva, destacou a proximidade dos dois Concelhos e a identidade na aposta do Vinho do Dão, pois tal como Viseu é considerada a Cidade Vinhateira do Dão, “o Concelho de Nelas tem a histórica e singular Vila de Santar, que lhe confere a posição de principal Vila Vinhateira do Dão”. Referiu ainda que as parcerias com Viseu, bem como com outras Câmaras e com a CVR Dão, são essenciais na divulgação da marca do Vinho do Dão, acrescentando que “a par de Viseu, os eventos do Concelho de Nelas, como o Rally Vinho do Dão e a Feira do Vinho do Dão, constituem mais valias ligadas a diversos sectores, em especial ao Dão, que já não cabem no nosso território, sendo cada vez mais regionais e nacionais”, palavras reafirmadas por Arlindo Cunha, Presidente da CVR Dão, que no seu discurso enalteceu o esforço que especialmente Nelas e Viseu têm feito na promoção do Dão.

Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, explicou que esta decisão constitui um ato simbólico de união dos dois municípios que mantêm boas relações e que investem na promoção do vinho há muitas décadas, com orçamento próprio, acrescentando que “esta criação testemunha um diálogo regional positivo e valoriza um percurso enoturístico que une Viseu à sua vizinhança, na paisagem vinhateira e é um marco deste festival”. Adiantou ainda que esta iniciativa que se estende a Nelas é uma oferta à 25ª Edição da Feira do Vinho do Dão, pela qual nutre grande carinho e que acompanha desde o primeiro dia, enquanto Presidente da AIRV – Associação Industrial da Região de Viseu.

Ficaram assim reafirmados os laços de estreita cooperação com o Concelho vizinho de Viseu, o que reforça a projeção e promoção da Feira do Vinho do Dão, bem como todo o trabalho desenvolvido pela Câmara Municipal de Nelas na crescente afirmação e organização do evento, que concentra no mesmo espaço (Praça do Município de Nelas) diversas atividades ligadas ao setor vitivinícola.

 

Sobre o artista “THE CAVER” que irá intervir nas cubas de Vinho do Dão

Natural de Lisboa, aqui nascido a 28 de abril de 1983, Nuno Barbedo é The Caver, street artist, tatuador, ilustrador e designer gráfico freelancer. Iniciou-se no graffiti em 1998, pintando regularmente desde então.

Divide o seu tempo entre a arte de colorir e dar a vida a fachadas, murais e espaços públicos e a paixão por outras telas como o corpo humano, onde cultiva e transpõe a sua criatividade como tatuador.

Recentemente, foi um dos artistas seleccionado para participar no Mural Coletivo da Restauração, um projeto integrado no Programa de Arte Urbana do Porto, com uma homenagem à cidade portuense, onde ganha destaque a Estação de São Bento.

É membro e co-fundador do colectivo Cabidela Ninjas, um grupo que explora estéticas peculiares, caracterizadas pelo absurdo, enigma e algum humor negro, e da União Artística do Trancão. É também director executivo da GRVTA- Underground Apparel, empresa de vestuário urbano.

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub