Simulacro, no sábado, envolve queda de ponte na Barragem de Vilar

por Rua Direita | 2015.04.28 - 09:28

 

 

É um simulacro de grandes dimensões, o primeiro do género e desta envergadura que se realiza no país, e que envolve a queda de uma ponte (imaginária), junto à praia fluvial, na albufeira do Vilar, Moimenta da Beira, seguido de um cenário de catástrofe com muitas ‘vítimas’ e cerca de 16 carros e dois autocarros ‘apanhados’ na queda da ponte. O exercício é feito a lembrar o acidente de Entre-os Rios que provocou, no dia 4 de março de 2001, 59 mortes. E visa testar a operacionalidade dos bombeiros portugueses.

A acção, que decorrerá no próximo sábado, dia 2 de maio (desde as 4 horas da manhã e durante todo o dia), envolverá um número significativo de meios, entre helicópteros, barcos, equipas médicas, mergulhadores de todo o país e centenas de operacionais dos bombeiros e da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

As duas dezenas de viaturas, que no dia do exercício serão resgatadas do leite do rio, estão submersas no local já há vários dias.

O simulacro faz parte do programa das 6ªs Jornadas de Mergulho (5ªs internacionais) que se realizarão no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, em Viseu, nos dias 1, 2 e 3 de maio de 2015, promovidas pelos Bombeiros Voluntários de Viseu com o apoio do Comando Nacional de Operações de Socorro, da Escola Nacional de Bombeiros, Liga de Bombeiros Portugueses, corpo de Voluntários de Moimenta da Beira e Câmara Municipal de Moimenta da Beira.

 

Rui Bondoso (Gabinete de Comunicação)

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub