Resende manifestou-se contra o encerramento do Tribunal

por Rua Direita | 2014.03.11 - 08:30

Foram muitas, mais de três centenas, as pessoas que saíram à rua para participarem no dia 7 de março na manifestação contra o encerramento do tribunal de Resende.

Esta manifestação realizou-se em frente ao edifício do tribunal, onde foi colocada uma faixa com a inscrição “Resende também é Portugal. Temos direito ao tribunal e ao juiz“.

Para além dos populares vindos de todo o concelho e dos autarcas, de que se destaca Manuel Trindade e António Borges, respetivamente presidentes da câmara e da assembleia municipal de Resende, também esteve presente o deputado do PS Acácio Pinto, uma delegação do sindicato da administração pública e representantes locais e regionais da ordem dos advogados.

Ficam algumas frases dos intervenientes:

«A ministra tem feito orelhas moucas e vista grossa aos pedidos de audiência dos autarcas.» – Manuel Trindade.

«Aquilo a que se está a assistir só pode ser equiparado a um acto de terrorismo político puro, fruto de fanatismo ideológico e até partidário deste governo e dos partidos que o suportam.» – António Borges.

«Quando o decreto lei for publicado os deputados do PS, na Assembleia da República, pedirão a apreciação parlamentar do mesmo para fazer cessar a sua vigência.» – Acácio Pinto.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub