Rede Artéria acolhe espetáculo em Viseu

por Rua Direita | 2019.01.15 - 20:37

Histórias, memórias e pessoas do Teatro Experimental do Porto em Viseu

A antecipar a criação que o Teatro Experimental do Porto está a preparar em Viseu, a Rede Artéria e o Município de Viseu promovem, no próximo dia 19 de janeiro, a apresentação do espetáculo “A Teoria das Três Idades” que é uma oportunidade de conhecer o trabalho desta companhia e de muitas das suas histórias.

O Teatro Experimental do Porto apresenta “A Teoria das Três Idades”, uma criação de Sara  Barros Leitão, no dia 19 de janeiro, sábado, pelas 21h30. O espetáculo, que terá lugar no Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA), situado na Rua José Branquinho, tem entrada livre, sendo a reserva de lugar obrigatória, devido às limitações da lotação, para cultura@cmviseu.pt ou 232 426 745.

O acolhimento deste espetáculo em Viseu acontece no âmbito da participação do Município de Viseu e o do Teatro Experimental do Porto na Rede Artéria, um projeto de intervenção socio-cultural, com coordenação artística do Teatrão e académica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que combina produção de conhecimento científico, participação da comunidade e criação artística.

Um dos objetivos desta rede, cofinanciada pelo Centro 2020 – Programa Operacional Regional do Centro, é criar e fazer circular espetáculos em oito concelhos da Região Centro: Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu.

Até ao momento já foram criados cinco espetáculos no âmbito da Rede Artéria: “Sofia, Meu Amor!”, uma criação da Trincheira Teatro, em Coimbra; “Vagar”, dirigido por Marina Nabais, em Ourém; “A Rua Esquecida”, produzido pela Astro Fingido, no Fundão; “saal”, com direção de Filipa Francisco, na Figueira da Foz, e “Labirinto”, com encenação de Graeme Pulleyn, na Guarda.

Para lá desses espetáculos, criados propositadamente para a Rede Artéria, e que depois da estreia fazem itinerância por três localidades, está previsto o acolhimento de uma produção de cada um dos criadores convidados. Esta é uma forma do público de cada uma das localidades conhecer previamente o trabalho dos criadores que vai acolher.

Em Viseu, o espetáculo que vai ser apresentado, “A Teoria das Três Idades”, corresponde plenamente a essa intenção já que a criação de Sara Barros Leitão, que é também intérprete, parte do arquivo do Teatro Experimental do Porto, onde indicam que “abrimos gavetas, sacudimos o pó. Revisitamos recortes de jornal, telegramas, tabelas de ensaio, cortes da censura. Actas, contratos, relatórios de contas. Fotografias, gravações, programas de espectáculos… e, de repente, já não são só papéis. São histórias, são memórias, são pessoas. São sonhos por cumprir, são conquistas de vários anos.”

Teoria das Três Idades
Criação Sara Barros Leitão/ TEP

Criação e Interpretação Sara Barros Leitão
Assistência à Criação Patrícia Gonçalves
Cenografia e Figurinos Catarina Barros
Desenho de Luz Cárin Geada
Sonoplastia Luís Vieira
Voz gravada José Dias Leitão
Fotografia e Video Eduardo Breda
Apoio à Pesquisa Joaquim Portugal
Fotografia de Cena José Caldeira
Produção Teatro Experimental do Porto
Co-produção Teatro Municipal do Porto

M/12
duração aproximada de 90′

© Eduardo Breda

 

O TEP é uma estrutura residente no Teatro Campo Alegre, no âmbito do programa Teatro em Campo Aberto e apoiado pela Câmara Municipal do Porto.

www.redearteria. pt

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub