Para Quando as Obras na Escola Básica 2/3 de Grão Vasco em Viseu?

por Rua Direita | 2014.01.24 - 17:42

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2/3 de Grão Vasco, Viseu reuniu no passado dia 10 de Dezembro com a Câmara Municipal de Viseu, com o objetivo de dar a conhecer mais uma vez o estado de degradação a que a escola chegou. Nesta reunião estiveram presentes para além dos membros da Associação de Pais, um elemento da Direção da Escola e o Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal de Viseu.

A escola precisa de obras, nomeadamente nas salas de aula e respetivos estores; nos degraus das escadas que estão de tal forma gastos pelo tempo e pelo uso que representam um perigo para quem os utiliza; na insuficiência de instalações sanitárias para o número de alunos da Escola 1002 e em suma de uma requalificação. É também urgente a remoção de uma cobertura de amianto que existe na sala de convívio dos alunos, (substância considerada nociva em Portugal, de acordo com Dec. Lei 266/2007 de 24 de Julho).

A escola tem ainda outras necessidades relacionadas com a falta de recursos humanos especializados para a educação especial, tendo por isso solicitado ao Ministério da Educação a colocação de onze professores especializados e este apenas autorizou a colocação de dois. Assim, e perante o elevado número de alunos com NEE 80 que frequentam a escola, estes técnicos especializados não conseguem dar o apoio necessário e ou adequado às suas dificuldades/problemas que os nossos filhos têm,  situação que não deixa de ser estranha, pois esta é uma escola de referência para crianças com necessidades educativas especiais.

A acresce ainda a estas questões relatadas um outro problema igualmente grave, que se prende com a falta de Assistentes Operacionais 24 que não chegam para as reais necessidades da escola, uma vez que para algumas crianças com Nee são precisos apoios permanentes destes profissionais. O Ministério fala em “rácios” e diz que cumprimos essa meta, contudo nós pais perguntamos, para quê essas metas se os nossos filhos que estão a precisar não têm apoio e vigilância na escola.

A Câmara Municipal de Viseu, conhecedora dos problemas da escola, comprometeu-se a “dar a ajuda possível “ nesta matéria, uma vez que não tem “ingerência directa” sobre as escolas deste ciclo de ensino, mas como se trata de uma escola do seu Concelho, comprometeu-se perante os presentes a dar seguimento ao assunto e que fará chegar ao Governo o dossier que a Ass. de Pais lhe vai encaminhar.

Assim, e perante o exposto, e porque do nosso ponto de vista, ao Estado cabe garantir uma Escola Pública de qualidade para todos sem excepção, assegurando os meios materiais e humanos adequados ao cumprimento do seu papel, nós pais dos alunos da Escola Básica 2/3 de Grão Vasco exigimos a rápida requalificação da Escola. Coma degradação da Escola Pública é negada a igualdade de oportunidades, contribuindo para o agravamento das desigualdades económicas e sociais das nossas crianças.

 

 

A DIREÇÃO

(Associação de Pais da Esc. Básica2/3 de Grão Vasco, Viseu)

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub