Mulheres compositoras e intérpretes nos VIII Encontros Internacionais da Guitarra, em Coimbra

por Rua Direita | 2014.10.09 - 11:37

VIII ENCONTROS INTERNACIONAIS DA GUITARRA

 

Os objectivos destes Encontros continuam a ser a promoção da guitarra enquanto instrumento solístico individual e de orquestra, contribuindo igualmente para a divulgação e internacionalização dos seus intérpretes, bem como a criação de novos públicos e estimulação da aprendizagem da guitarra, seja ela portuguesa ou clássica, tendo em vista a descoberta de novos valores e potenciais aprendizes. Pretendemos ainda a divulgação de novo repertório para estes instrumentos e criar condições para a composição de outras e novas obras que venham a enriquecer o património bibliográfico musical

A OCC pretende dar continuidade à problemática da divulgação e valorização do nosso património musical, com relevo para a Guitarra e a Música Portuguesas, tendo sempre sido preocupação da OCC a internacionalização da música portuguesa e em particular da guitarra, esse instrumento musical que tanto se identifica com as nossas raízes culturais. Entendemos que a guitarra se deve assumir no panorama internacional como uma verdadeira embaixadora portuguesa da genuína personalidade etnomusicológica regional.

A especificidade da realização instrumental envolvida sempre obstou a uma real implementação da guitarra, podendo a criação de obras de maior envolvência estrutural e paleta orquestral normalizada vir a ser o factor desencadeador dessa aceitação e possível prática. Nesse sentido tem sido intenção da OCC encomendar novos trabalhos temáticos que possam, por um lado, enriquecer a programação destes Encontros reservando-lhe o encanto de poder levar por diante a estreia mundial de novas obras e, por outro, contribuir para o conhecimento e divulgação de novos compositores portugueses, bem como de compositores já conhecidos mas solicitados para uma prática criativa inédita.

Este anos vamos apresentar em estreia obras de Luisa Amaro e Marta Pereira da Costa com o propósito de destacar o papel das mulheres quer como interpretes quer como compositoras, neste caso da música e da guitarra portuguesa.

A valorização de interpretes e jovens compositores é outra nossa preocupação. Apresentamos com orgulho Bruno Costa que interpretará alguns temas como solista no concerto com orquestra. Outra estreia será a obra “ Suite As Primaveras “ encomenda feita para este festival à compositora Natália Pikoul rementendo para a obra do compositor e músico recentemente falecido Francisco Filipe Martins.

Em Maio de 2014, a OCC deslocou-se a Cabo Verde, a convite do Ministro da Cultura de Cabo Verde Mário Lúcio de Sousa que declarou a Orquestra, além de “fundadora da Orquestra Nacional de Cabo Verde”, como sendo parte integrante desta, tendo ainda atribuído o título de “Maestro Honorário Vitalício da Orquestra Nacional de Cabo Verde ” ao maestro titular e diretor artístico da OCC David Lloyd. O concerto inaugural teve lugar na cidade da Praia, assinalando também o Dia Mundial da Diversidade Cultural.

Assim, estes VIII Encontros não podiam deixar de ter a presença da Música de Cabo Verde e dos seus intérpretes. A internacionalização dos Encontros de Guitarra processa-se este ano de uma forma que nos é particularmente grata, dados os estreitos laços estabelecidos com Cabo Verde. Apesar da distância, a Música permite construir pontes aproximando povos e culturas, sendo muito mais o que nos une do que aquilo que nos separa.

 

Nestes VIII Encontros continuam a ser nossos principais propósitos:

  1. Promover a guitarra portuguesa enquanto instrumento solístico individual e de orquestra, contribuindo igualmente para a divulgação e internacionalização dos seus interpretes;
  2. Criar novos públicos e estimular a aprendizagem da guitarra, seja ela portuguesa ou clássica, tendo em vista a descoberta de novos valores e potenciais aprendizes;
  3. Divulgar novo repertório para estes instrumentos e criar condições para a composição de novas obras que venham a enriquecer o património bibliográfico musical.

 

Destacamos nestes VIII Encontros

  • A canção de Coimbra. Coimbra cuja Universidade é hoje Património Mundial da UNESCO. Neste património mundial inclui-se o Património Musical com o destaque que se impõe para a Canção de Coimbra.Para falar de “Guitarra e a Canção de Coimbra” contamos com Amaro Jorge e António Castanheira que farão um programa de rádio em directo. Estes dois advogados, que são também interpretes e membros do grupo FADVOCAL, mantêm um programa de rádio que tem lugar todas as semanas com o nome “ Direito ao Fado”. Além do ENCONTRO marcado com os convidados desta semana, poderemos ouvir também a interpretação de alguns temas por este grupo de fados. Este evento tem a colaboração do Conselho Distrital da ordem dos Advogados.
  • Dia 17 , na abertura do Encontros, teremos 3 nomes marcantes da actualidade: Ricardo Dias, Pedro Lopes e José Vilhena.
  • Conservatório Regional de Coimbra. Outra parceria feliz destes Encontros é a que se mantém com o Conservatório Regional de Coimbra que está a celebrar os seus 80 anos.
  • Guitarra clássica. O recital de guitarra clássica de João Tiago Correia no dia 22 será um dos pontos altos do programa deste ano. Marcamos ainda ENCONTRO com Paulo Vaz de Carvalho que orientará uma Masterclass nos dias 18 e 19 de Outubro, estando abertas as inscrições aos interessados.
  • Cabo Verde. Encontro com Cabo Verde no dia 24 às 21h30
  • Papel da Mulher na Cultura. Nestes VIII ENCONTROS destacamos o papel da Mulher na cultura (no nosso caso, particularmente na música) e nas Artes em geral ao longo do tempo e na actualidade, nas diversas partes do globo.Apresentaremos em estreia novas obras para guitarra e orquestra com encomendas feitas às compositoras Natália e Marina Pikoul e arranjos do maestro David Wyn Lloyd. Além das obras para guitarra como instrumento solista e orquestra interpretadas por Bruno Costa e Marta Pereira da Costa, poderemos ouvir a Fantasia “ As Primaveras” em três andamentos – uma orquestração de obras do músico recentemente falecido Francisco Martins.
  • Marta Pereira da Costa é a primeira e única guitarrista profissional de fado a nível mundial. Tocou no disco Fados de Amor de Rodrigo Costa Félix, o primeiro CD da história em que a guitarra portuguesa é tocada em exclusivo por uma mulher. Nestes VIII Encontros será a primeira vez que vai ser solista em guitarra portuguesa num concerto com uma orquestra.
  • Marcamos ENCONTRO com Luísa Amaro, viuva de um dos maiores guitarrista de sempre – Carlos Paredes- ela própria interprete e compositora. Podemos assitir ao lançamento em Coimbra do seu mais recente CD: ARGVS. Serão interpretados temas da sua autoria que serão apresentados em estreia no concerto com a Orquestra Clássica do Centro.

 

  • Concerto da OCC. O Concerto de encerramento dos VIII Encontros terá lugar no dia 25 às 18:30 no Pavilhão Centro de Portugal, com o título de Encontro com a Música em Coimbra e direcção do maestro titular da Orquestra Clássica do Centro David Wyn Lloyd. Serão solistas de Guitarra Portuguesa Marta Pereira da Costa e Bruno Costa

 

PROGRAMA GERAL

Dia 17 | 21h30

Abertura dos VIII Encontros

A canção de Coimbra

Guitarra portuguesa – Ricardo Dias

Viola – Pedro Lopes

Voz – José Vilhena

Ricardo Dias, Pedro Lopes e José Vilhena, são actualmente figuras incontornáveis da Guitarra, da Viola e do Fado de Coimbra. Na configuração que apresentam, irão proporcionar uma viagem pelos mais conhecidos temas da canção de Coimbra.

 

Dia 18 e 19

10h – 12h | 14h30 – 17h

Masterclass com Paulo Vaz de Carvalho

Ouvintes : 25€ | participantes : 50€

Paulo Vaz de Carvalho é professor de guitarra na UA. Fez mestrado e doutoramento na área da história e música de guitarra.

 

 

Dia 18 |21h30

ARGVS – Lançamento do mais recente CD de Luísa Amaro “ARGUS”

LUISA AMARO (guitarra portuguesa); GONÇALO LOPES (clarinetes); ENRICO BINDOCCI (piano); KYRIACOULA CONSTANTINOU (voz). Convidado: ANTÓNIO EUSTÁQUIO (guitolão).

Luisa Amaro, intérprete e compositora pioneira da guitarra portuguesa, tem um novo CD: ARGVS. Discípula de Mestre Carlos Paredes, que acompanhou em centenas de concertos por todo o mundo é acompanhada neste novo trabalho pelo português Gonçalo Lopes (clarinetes), pelo italiano Enrico Bindocci (piano) e pela cantora cipriota Kyriacoula Constantinou. ARGVS dá-nos assim a ouvir a guitarra portuguesa no contexto de um quarteto internacional. Kyriacoula Constantinou, prémio Anguissola-Scotti 2010 para música de câmara, secção folk (como integrante do Krama Ensemble), reforça com o seu canto em várias línguas (italiano, grego e cipriota) a marca cosmopolita desta obra.

Bilhete : 7€

 

DIA 19 | 17H30

Exposição / apresentação de instrumentos do construtor Fernando Meireles

Concerto com Fernando Meireles & friends

Percussão – Estela Lopes; guitarra–Amadeu Magalhães; Fernandito Meireles – violino

Fernando Meireles – sanfona e bandolim

Fernando Meireles, músico, investigador e artesão, o mais afamado construtor de guitarras portuguesas e o único que se aventurou na arte de recriar um instrumento medieval, a sanfona.

“De todas as tarefas que desempenho a que me dá mais prazer é construir instrumentos. Comecei a fazê-los porque os tocava, mas agora toco-os por os fazer. Se não os tocasse e investigasse, nunca teria atingido o nível que atingi.” Nomes como Júlio Pereira, Pedro Caldeira Cabral ou Amadeu Magalhães não abdicam de tocar com peças que possuem a marca de fabrico artesanal deste jovem de idade incerta que nasceu em Penafiel e vive em Coimbra, onde tem um ateliê no edifício da Associação Académica.

Neste concerto serão interpretadas Músicas das tradições europeias com destaque para a Música Tradicional Portuguesa

 

Dia 21 | 21H30 – “A Guitarra e a Canção de Coimbra”

Programa de RÁDIO em directo

com gravação | transmisão pela Rádio Regional do Centro (96.2)

Amaro Jorge | José Castanheira

Convidado : Rui Pato

Participação do Frupo de Fados FADVOCAL

Em colaboração com o Conselho Distrital da Ordem dos Advogados

Gravação e transmissão Rádio regional do Centro ( 96.2)

FADVOCAL – Grupo de Fados, faz parte da Associação cultural ADVOCAL – Associação Artística do Distrito Judicial de Coimbra . O seu repertório é constituído exclusivamente por Guitarradas, Fados e Canções de Coimbra.

 

Dia 22 | 21h30

João Tiago Correia, guitarra clássica

Interpretação de obras de Napoleon Coste e Benjamin Britten

Natural da Lousã iniciou, em 1992 licenciou-se em Guitarra Clássica na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, sob a orientação do Professor Doutor Miguel Carvalhinho, com classificação máxima. Participou em Masterclasses de Interpretação e Aperfeiçoamento em Guitarra Clássica com professores como Paulo Vaz de Carvalho (Universidade de Aveiro), José Pina (Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto), Robert Brightmore (Guildhall School of Music and Drama of London), Goran Krivokapic e Danijel Cerovic (Montenegrin Duo), entre outros. Em 2013 obteve o 1º Prémio do I Concurso de Guitarra da Golegã. É docente de Guitarra Clássica no Conservatório Regional de Coimbra.

Em colaboração com o Conservatório Regional de Coimbra no âmbito do seu 80º aniversário

 

Dia 24 | 21h30

Encontro com Cabo Verde

Apresentação :

Jornalista – Francisco Fontes

David Lloyd – maestro titular da OCC

Concerto

Música de cabo Verde

Sérgio Figueira e Francesco Valente “ os criolos do outro lado da Lua”

Nota : OCC intergra a Orquestra Nacional de Cabo verde

Em Maio de 2014, a OCC deslocou-se a Cabo Verde, a convite do Ministro da Cultura de Cabo Verde Mário Lúcio de Sousa que declarou a Orquestra, além de “fundadora da Orquestra Nacional de Cabo Verde”, como sendo parte integrante desta, tendo ainda atribuído o título de “Maestro Honorário Vitalício da Orquestra Nacional de Cabo Verde ” ao maestro titular e diretor artístico da OCC David Lloyd. O concerto inaugural teve lugar na cidade da Praia, assinalando também o Dia Mundial da Diversidade Cultural.

Assim, estes VIII Encontros não podiam deixar de ter a presença da Música de Cabo Verde e dos seus intérpretes.

 

 

Sábado, 25 | 16H

As mulheres e a Música

O papel da mulher na Música enquanto intérprete e compositora

Neste ENCONTRO vamos falar do papel  da Mulher na Cultura (no nosso caso, particularmente na música) e nas Artes em geral ao longo do tempo e na actualidade, nas diversas partes do globo.

Convidados:

Marina Pikoul – compositora

Marta Pereira da Costa – intérprete e compositora

Luísa Amaro – intérprete e compositora

Madalena Duarte – Socióloga

João Redondo – médico

Apresentação/ moderação: Noemia Malva Novais – jornalista

 

18H30

Concerto de encerramento

Encontro com a Música em Coimbra

Orquestra Clássica do Centro

Guitarra Portuguesa – Marta Pereira da Costa | Bruno Costa

Maestro David Wyn lloyd

Estreias

Fantasia As Primaveras de Francisco Martins – compositora Natália Pikoul

Estreia de obras de Luísa Amaro e Marta Pereira da Costa, entre outras, para orquestra e guitarra portuguesa

Entrada : 10 €

 

Local : Pavilhão Centro de Portugal | Parque Verde do Mondego | Coimbra

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub