Meia centena de pessoas no lançamento da brochura “A Estalagem Romana da Raposeira”

por Rua Direita | 2014.03.26 - 20:09

No passado sábado, 22 de março, o Salão Nobre da Câmara Municipal de Mangualde acolheu o lançamento da brochura “A Estalagem Romana da Raposeira”, da autoria da Arqueohoje. A iniciativa, de entrada livre, contou com a presença de João Azevedo, Presidente da Câmara de Mangualde, Filipe Coutinho, da Arqueohoje, de Pedro C. Carvalho, da Universidade de Coimbra e de cerca de meia centena de espetadores.

Na cerimónia, o edil mangualdense salientou a importância da brochura, destacando que ‘agora é fundamental dar a conhecer a todos – comunidade local, estudantes, e comunidades dos turistas – aquele equipamento cultural’. Reforçou ainda que ‘é uma publicação que fecha o processo de requalificação das ruínas’. Durante a apresentação, o Presidente referiu que encarava a hipótese de vir a utilizar a casa onde está a GNR para ali poder instalar um museu e que via com bons olhos que esse museu pudesse retratar a emigração. Já Luís Filipe Coutinho, na qualidade de representante do Autor, apresentou a estrutura da brochura e os investigadores que aí escreveram. Pedro Carvalho fez uma apresentação sobre a interpretação histórica do sítio arqueológico.

Esta obra surge no âmbito da requalificação das ruínas romanas, desenvolvidas ao longo de 2013. Esta requalificação teve por objetivo travar o estado de degradação e abandono, ao qual o sítio tinha sido votado nos decorrentes anos após os sucessivos trabalhos de escavação que colocaram a descoberto todo o complexo de edifícios e estruturas arqueológicas que o caraterizam.

A brochura é da autoria da Arqueohoje e tem como promotores a Câmara Municipal de Mangualde e a Associação de Desenvolvimento do Dão.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub