MANGUALDE VAI FALAR DE “EU, TU, NÓS E A SALVAGUARDA DO PATRIMÓNIO CULTURAL”

por Rua Direita | 2016.02.12 - 10:58

 

PALESTRA INSERIDA NO PROGRAMA “PATRIMÓNIO(S) E IDENTIDADE(S)”

AUDITÓRIO DA CÂMARA MUNICIPAL, 19 DE FEVEREIRO, 21H00

ENTRADA LIVRE

A Câmara Municipal de Mangualde vai falar de Património Cultural. A Palestra “Eu, tu, nós e a Salvaguarda do património Cultural” será abordada por Gertrudes Branco, Arqueóloga da DRCC, no Auditório da Câmara Municipal de Mangualde, no dia 19 de fevereiro, pelas 21h00. A entrada é livre. O objetivo é abordar a importância da salvaguarda do património cultural e, em particular, destacar o papel da arqueologia de acompanhamento e de prevenção no contexto das obras públicas e privadas. Desmistificar o papel do arqueólogo nesta função e dar relevo ao seu papel na salvaguarda de um património que é de todos nós, uma herança conjunta.

Gertrudes Branco é investigadora do Centro de História da Arte e Investigação Artística, da Universidade de Évora, licenciada em História Arqueologia, pela Universidade de Lisboa, mestre em Pré-História e Arqueologia, doutora em Arqueologia, pela Universidade de Évora. É técnico superior da Direção Regional de Cultura do Centro e já foi técnico superior do IGESPAR e técnico superior no Instituto Português de Arqueologia.

 

“PATRIMÓNIO(S) E IDENTIDADE(S)”:

FALAR DE PATRIMÓNIO, HISTÓRIA E CULTURA

A palestra insere-se no programa “Património(s) e Identidade(s)” que faz parte da programação para a celebração dos 30 anos de elevação de Mangualde à categoria de Cidade. “Património(s) e Identidade(s)” consiste na realização mensal de uma palestra sobre temas de património, história e cultura, relacionados com Mangualde e as suas gentes, numa lógica monográfica, ou sobre assuntos que, de universais, possam implicar este território.

O objetivo é permitir o acesso à cultura e à reflexões destas questões a qualquer pessoa da comunidade mangualdense, e integrá-la de forma ativa na preservação do seu património e dar-lhe a conhecer – ou a relembrar – a sua história local, as suas memórias e a fazer-lhe sentir a sua identidade, a sua singularidade, ou seja democratizar a cultura.

 

 

 

 

 

Sofia Monteiro

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub