Mangualde – “Timor Leste – Belle Foto?”

por Rua Direita | 2014.02.07 - 10:43

De 1 a 31 de março, o átrio da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde acolhe a exposição fotográfica “Timor Leste – Belle Foto?”. De autoria de Rui Carvalho, esta mostra sobre Timor Leste tem inauguração marcada para 1 de março, pelas 15h30. A exposição, de entrada livre, pode ser visitada no horário de funcionamento da Biblioteca Municipal (segunda-feira das 14h00 às 18h30, terça a sexta-feira das 09h30 às 18h30 e aos sábados das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00).

Esta mostra resulta da sua passagem e permanência por um período de um ano no território timorense, onde pôde constatar, não só um país em reconstrução, como também uma dura realidade, no que diz respeito às condições de vida dos Timorenses. Diariamente foi registando todos os momentos que melhor pudessem caraterizar e contextualizar a realidade de um povo sofredor, resignado às agruras do território e do calor tórrido, mas com imensa vontade de aprender a viver num mundo moderno e desenvolvido, sem renegar as suas culturas e tradições. O título do tema atribuído à exposição resulta da expressão em Tétum “Belle Foto?”, que quer dizer em Português “posso tirar-lhe uma fotografia?”. Gesto respeitoso que tentou preservar, para que não fosse “roubada” a alma animista destas gentes, que acreditam no poder sobrenatural da natureza e dos elementos que as rodeiam.  Com esta exposição, pretende-se assim dar a conhecer um pouco de Timor – dos rostos, das vestes, da alegria e da tristeza, mas acima de tudo, mostrar aspetos do seu quotidiano e dos usos e costumes de um povo que merece o melhor.

Natural de Portalegre, Rui Carvalho manifestou o gosto pela fotografia no final do ensino básico, na disciplina de Arte e Design. Na altura, a “câmara escura” da escola passou a ser o seu espaço de criação e experimentação, onde passava horas infindáveis a revelar. Mais tarde, depois da sua formação académica em Educação Visual, vou a apaixonar-se pela fotografia. Tendo publicado uma reportagem fotográfica na revista “Ativa” e participado em algumas exposições coletivas. Agora, tecnicamente mais amadurecida, a fotografia assume-se na sua vida como forma de expressão, para melhor compreender o mundo e transmitir o seu ponto de vista. Nos enquadramentos que foca procura com a sua câmara realidades testemunhadas e em cada imagem a singularidade etnográfica de um momento que jamais se repetirá.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub