Mangualde organiza novo curso de apicultura em horário pós laboral

por Rua Direita | 2014.03.11 - 13:58

Mangualde vai acolher mais um curso de apicultura a partir de 10 de abril. Os cursos, organizados por Harald Hafner, com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, irão decorrer no auditório da autarquia (parte teórica) e na Quinta do Modorno (parte prática). A realizar-se em horário pós laboral (18h00-20h00), as aulas teóricas realizam-se nos dias 10 e 17 de abril, 15 e 22 de maio e 11 e 19 de junho. As aulas práticas realizam-se nos dias 1 e 25 de maio e 22 de junho, das 9h00 às 13h00, para o grupo A, e das 14h00 às 18h00, para o grupo B. Esta formação tem a duração de 24 horas entre aulas teóricas e práticas.

Durante o curso serão abordados conceitos sobre o comportamento e a vida das abelhas assim como técnicas para a sua manutenção, aprenderá a interpretar as necessidades delas de forma autónoma e a adquirir os conhecimentos essenciais para cuidar das suas próprias colmeias e serão também demonstradas várias alternativas e exemplos sobre como desenvolver a prática adaptada às suas necessidades e preferências pessoais.

As inscrições, abertas á comunidade, estão a decorrer e deverão ser efetuadas através do telefone 914457285 ou do email nn.nelas@gmail.com, até ao dia 5 de abril e tem o custo de 130€ (50% no ato de inscrição e 50% no primeiro dia de aulas). O preço inclui formação, documentação, materiais para as aulas práticas e apoio durante o período de formação. O curso apenas se realizará caso seja atingido o número mínimo de 10 inscrições, estando limitado a um máximo de 15.

A atividade alvo deste curso, a apicultura, pode funcionar como uma via empreendedora de criação de sustentabilidade económica familiar. Harald Hafner, que participará no curso, é um apicultor austríaco há muito radicado em Portugal onde desde 2007 se dedica às suas inúmeras colmeias espalhadas pela região da Beira Alta.

Apicultura é a ciência, ou arte, da criação de abelhas com ferrão. Trata-se de um ramo da zootecnia. A criação racional de abelhas para o lazer, ou fins comerciais, pode ter como objetivo por exemplo a produção de mel, própolis, geleia real, pólen, cera de abelha e veneno, ou mesmo fazer parte de um projeto de paisagismo. Além disso, as abelhas são importantes polinizadoras.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub