Literatura: escritor e compositor cabo-verdiano apresenta em Coimbra “Sinfonias”

por Rua Direita | 2016.06.09 - 12:03

 

 

O escritor e compositor cabo-verdiano Vasco Martins apresenta sábado na Feira Cultural e do livro de Coimbra a obra “Sinfonias”, onde reflete sobre a criação, as vivências e os trajetos dessas suas obras musicais.

“Deu-me na cabeça de escrever no ano passado um livrinho à moda japonesa da Idade Média, sobre as 9 sinfonias que compus”, conta o autor, e acrescenta que nela “não fala só das sinfonias mas de um mundo que esteve à volta delas; mesmo do mundo da ‘poeira vermelha’”
Numa escrita confessional, quase em estilo epistolar, Vasco Martins aborda as 9 sinfonias que compôs entre 1997 e 2013, e conta histórias de contactos e de relações humanas que por meio delas se desenvolverem.
Adotando como intróito uma citação do filosofo taoista Tchoung-tseu, que diz que “a música permite ao homem ser puro e sincero e assim reencontrar o seu espírito primordial”, inicia o livro contando porque deixou em 2006 a cidade do Mindelo, em Cabo Verde, para ir viver numa casa que mandou construir no aconchego da natureza, à procura da “magnitude do silêncio”, para compor as sinfonias.
Vasco Martins encontra-se esta semana em Coimbra para lançar sexta-feira o CD com obras suas inspiradas na Morna e gravadas pela Orquestra Clássica do Centro (OCC).
A OCC é também objeto de diversas referências no seu livro, que começou a interpretar as suas sinfonias em 2005, e o manteve como autor contemporâneo do seu reportório.
A obra, com sete dezena de páginas, termina com uma reflexão de Vasco Martins: “Na verdade qual é a essência da música? A beleza. E a sua finalidade? A beleza e o bem”.
Com a chancela a Ilhéu Editora, de Cabo Verde, a obra é divulgada num evento organizado pela Orquestra Clássica do Centro. Será apresentador da obra o professor da Faculdade de Letras de Coimbra António Apolinário Lourenço. Francisco Fontes, jornalista, apresentará o autor.

O lançamento decorrerá sábado, dia 11, pelas 17h00, no Pavilhão da Câmara Municipal na Feira Cultural de Coimbra.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub