Exposição aquiliniana na Biblioteca da Universidade de Aveiro encerrou ontem, dia 17

por Rua Direita | 2019.07.18 - 20:48

A exposição da obra de Aquilino Ribeiro (bibliografia activa e passiva) composta por 350 livros, revistas e documentação vária, inaugurada a 14 de Junho pelo reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Ferreira, chegou dia 17 a seu fim, mais de um mês passado.

Neste mais que um mês foram muito os visitantes que por lá passaram, estudantes, académicos, estudiosos e curiosos, tornando-a num gratificante sucesso.

Desde japoneses, brasileiros, espanhóis, ingleses, angolanos, franceses… e, naturalmente portugueses, de plurais nacionalidades foram os visitantes que sentiram o apelo de Aquilino, alguns mesmo deixando no livro de visitas expressivas declarações, como por exemplo o testemunho de uma estudante do Porto que assim se manifestou “Chorei (por acaso chorei mesmo)”, ou o daquele engenheiro químico brasileiro que escreve “Pretendo voltar!”… Reacções que vieram confirmar o interesse desta Exposição, composta pelo acervo literário pessoal de Paulo Neto, director da revista “aquilino”, que nesta iniciativa contou com a dinâmica parceria e participação empenhada de Maria Eugénia Pereira, docente do DLC da UA.

Feita sob a égide das comemorações de “Terras do Demo” (1919/2019), este evento teve a participação da FAR e das três autarquias delas congregadoras: Moimenta da Beira, Sernancelhe e Vila Nova de Paiva, contando com a presença dos seus autarcas.

Uma palavra de gratidão às colaboradoras da Biblioteca da UA e das autarquias de Sernancelhe e Vila Nova de Paiva, pelo seu precioso contributo, sem o qual nada teria sido possível.

Uma vez mais, Aquilino foi divulgado, lembrado, mostrado…

Falar Aquilino” tem sido propósito destes municípios. Intenção e missão cumpridas.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub