Estudo antropológico do Entrudo de Quintela de Azurara

por Rua Direita | 2019.03.10 - 18:17

Câmara Municipal de Mangualde e a Junta de Freguesia de Quintela de Azurara avançam conjuntamente com

estudo antropológico do Entrudo de Quintela de Azurara

ESTUDO PODERÁ, NO FUTURO, CULMINAR COM UMA CANDIDATURA PARA INVENTARIAÇÃO COMO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL

 

A Câmara Municipal de Mangualde e a Junta de Freguesia de Quintela de Azurara decidiram avançar conjuntamente com o estudo antropológico do Entrudo de Quintela de Azurara. O estudo das seculares tradições desta manifestação popular, será efetuado nos próximos meses, por Vera Marques Alves, doutorada em Antropologia pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e poderá no futuro culminar com uma candidatura para inventariação como Património Cultural Imaterial, junto da Direção Geral do Património Cultural. O trabalho de recolha e de estudo já se iniciou no passado dia 2 de março de 2018.

 

Recorde-se que a freguesia Quintela de Azurara, voltou a fazer jus aos seus costumes de Carnaval com momentos que recordaram tradições seculares, de 20 de fevereiro a 5 de março. A fogueira, as Papas de Milho, a Sacada e o Enterro do Entrudo, foram os pontos altos das festividades que, ao longo de vários dias, animaram as ruas daquela localidade. Os “Casamentos” dos Compadres abriram os festejos.

 

 

 

 

Sofia Monteiro

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub