Dia 1 de Outubro | dia Mundial da Música

por Rua Direita | 2016.09.30 - 18:22

 

 

 

Em 1975, o International Music Council institui o dia 1 de outubro como o Dia Mundial da Música. Levar a música a todos os setores da sociedade e promover os valores da paz e da amizade eram os grandes objetivos desta organização não governamental, fundada em 1948 com o apoio da UNESCO.

A ORQUESTRA CLÁSSICA DO CENTRO comemora em 2016 o seu 15º aniversário, tendo pomo objetivos desde a primeira hora desenvolver o gosto pela música, colocando-a num lugar relevante para promover uma sociedade mais culta, esclarecida e exigente uma sociedade mais bem preparada para enfrentar os tremendos desafios deste novo século.

Pretende-se fomentar a cultura musical agindo no plano da formação dos mais novos, na criação de oportunidades para o desenvolvimento profissional de músicos e na promoção de condições excecionais para o usufruto da música por todos.

Neste dia 1 de outubro o Concerto é naturalmente especial pelo programa, pelo solista e ainda pelo espaço, a Igreja do Convento de S Francisco em Coimbra.

A Orquestra Clássica do Centro, com direção de José Eduardo Gomes, tem como solista o pianista Artur Pizarro.

Artur Pizarro é um dos mais notáveis pianistas clássicos portugueses da atualidade. A sua formação, nomeadamente no Conservatório Nacional Superior de Paris, deu-lhe um conhecimento apurado e raro do repertório da escola francesa e alemã. O pianista tem recebido diversos prémios internacionais e apresenta-se, regularmente, com as mais prestigiadas orquestras de todo o mundo.

No palco do Convento São Francisco vão ser interpretadas obras de Beethoven, Mozart e do compositor Marcos António Portugal. Organista, maestro e um prolífero compositor, o luso-brasileiro Marcos Portugal teve um reconhecimento internacional extraordinário no contexto da história da música portuguesa, com centenas de representações operáticas em diversas cidades europeias. Em Portugal, são célebres as suas obras sacras que se mantiveram no repertório das igrejas até ao início do século XX.

Ainda neste mês de outubro a OCC realizará concertos em Castelo Branco numa colaboração com a ESART e no âmbito da promoção do seu mais recente Cd com obras de Vasco Martins gravado em finais de março deste ano, sendo ainda interpretadas obras de Ludwig van Beethoven e de  Edvard Grieg (Concerto de piano em Lá menor Op. 16 tendo como solista  Steven Chervenkov*).

No dia 21 de Outubro a OCC volta ao Convento de S Francisco para apresentar uma Gala de Ópera com a participação de Marina Pacheco (soprano) e José Corvelo (Barítono). Sob a batuta do maestro titular da OCC, o maestro José Eduardo Gomes, ouviremos obras de Mozart a Verdi. Este concerto está integrado nas comemorações dos 135 anos da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.

Ainda em Outubro, serão realizados alguns cafés concertos sobre o tema “Interculturalidade” com grupos de Câmara da OCC nomeadamente em Penedono (30 Outubro), Sertã ( 5 Novembro), Figueira da Foz (19 de Novembro) e na Guarda (30 de Novembro).

Navegamos já há 15 anos e, confiantes de que a OCC  é fundamental para as Pessoas , para a Cidade, para a Região, para o País, é nossa vontade continuar, procurando valorizar a cidade, o país, insistindo naquilo em que acreditamos: uma sociedade mais culta é uma sociedade melhor!

Permitimo-nos citar Wolfgang Amadeus Mozart neste dia Mundial da Música:

A música é a minha vida e a minha vida é a música” .

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub