Concerto na Biblioteca Joanina

por Rua Direita | 2017.02.08 - 22:11

 

“L’Invitation au voyage – Uma viagem musical da França para o Brasil” é o tema do concerto que decorrerá na Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra (UC), já na próxima sexta-feira, dia 10 de fevereiro, às 18 horas.

Os músicos brasileiros, Alberto Pacheco e Silas Barbosa, convidam o público a fazer uma viagem musical de França para o Brasil, passando por Portugal.

O programa deste concerto apresenta quatro momentos: 1. França: compositores franceses, 2. Portugal: compositores portugueses em francês, 3. Atlântico: compositores luso-brasileiros em francês, 4. Brasil: compositores brasileiros que dialogaram com a música francesa.

A entrada é gratuita, limitada à lotação da sala.

 

Notas Biográficas:

Alberto Pacheco é um dos mais destacados tenores e investigadores musicais do Brasil.

Professor Adjunto da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desenvolveu seu trabalho de Pós-Doutorado na Universidade Nova de Lisboa e concluiu seu Doutoramento, Mestrado e Bacharelado em Canto pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas).

Em 1994, estreou como tenor solista junto ao Coral UNICAMP e, desde então, tem-se mostrado um intérprete bastante versátil, apesar de se ter especializado no repertório dos séculos XVIII e XIX. É membro fundador da Academia dos Renascidos, grupo musical que tem por objetivo executar o repertório vocal luso-brasileiro. Em 2012, foi convidado a colaborar com a gravação do CD 18th century Portuguese Love Songs do grupo inglês L’Avventura London, pelo selo Hyperion, atuando como um especialista em pronúncia e prosódia do Português Cantado. No início de 2013, foi o responsável pelo curso de Canto do Atelier du   Séminaire   ‘Rythmes   Brésiliens’,   realizado   pelo   GRMB-OMF,   da Universidade Paris-Sorbonne.

Silas Barbosa

Considerado um dos principais nomes da nova geração de pianistas brasileiros, Silas Barbosa é detentor de 18 importantes prémios em concursos de piano, entre os quais se destacam o 1º lugar no XII Concurso Nacional Arnaldo Estrella e no VII Concurso Nacional Villa-Lobos, 2º lugar no I Festival Jovens Intérpretes de Francisco Mignone e o 3º lugar no III Concurso Internacional Grieg-Nepomuceno.

Bastante ativo como solista e camerista, tem-se apresentado no Brasil e em países como Espanha, Itália, Suíça e Portugal. É convidado frequente de várias orquestras brasileiras, com destaque para as sinfónicas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e da Escola de Música da UFRJ. Seu vasto repertório tem um foco especial em compositores do Romantismo e Impressionismo francês e seus recitais e gravações para Rádio e TV têm recebido muitos elogios da crítica especializada.

 

 

Cristina Pinto

AI UC Reitoria

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub