Cabeça feminina romana é “Peça do Mês” do Museu de Lamego

por Rua Direita | 2014.05.11 - 15:07

Em maio, o Museu de Lamego destaca uma cabeça feminina, em mármore, datada do século I. A “Peça do Mês” é uma rubrica que traz mensalmente a público um conjunto de objetos que pretendem espelhar a qualidade e a diversidade do acervo, através, porventura, de objetos menos conhecidos do grande público. Depois da pintura, ourivesaria, azulejaria e gravura, chegou agora a vez da escultura.

Cortada pelo pescoço, de cabelos apartados, olhos amendoados e salientes, sublinhados por pálpebras bem marcadas, sem marca de pupila e íris, esta escultura terá feito parte de uma estátua hoje desaparecida.

De origem mal documentada, a coleção de vestígios romanos do Museu de Lamego é constituída por moedas, fragmentos cerâmicos, estelas funerárias e um reduzido mas importante núcleo de estatuária, tudo recolhido em Lamego e concelhos limítrofes. Entre a estatuária, um torso feminino, eventualmente associado à deusa da Fortuna, e a presente cabeça, ambos recolhidos nos muros da cidade de Lamego, comprovam a importância da antiga cidade de “Lamaecus”.

Esta convicção baseia-se não só no facto de os dois fragmentos, apesar de muito erodidos, revelarem um tratamento cuidado e de muito boa qualidade, mas também na escolha de uma pedra que não é da região – o mármore – para a sua execução, atestando a capacidade económica e grau de exigência por parte dos encomendantes.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub