Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves: 17 Anos em prol da cultura nos em prol da Cultura

por Rua Direita | 2014.11.25 - 15:27

 

 

17 ANOS EM PROL DA CULTURA DO CONCELHO DE MANGUALDE

Centena e meia de espetadores cantaram os parabéns numa festa temática dedicada aos anos 60

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, celebrou, no passado dia 22 de novembro, o seu 17º aniversário. O mote deste ano foram os anos 60, e num ambiente que tentou explorar um pouco o que se fez de espetáculos no cine teatro de Mangualde nessa década, cerca de 150 espetadores recuaram no tempo, até àquela época caraterizada por um Portugal conservador e pouco culto, mas também pelo início de uma revolução cultural, protagonizada muito em parte pelos jovens que tentavam implementar novas ideias no país, muito por influência externa. O público aderiu em massa enchendo o átrio e excedendo os lugares sentados. O momento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

No decorrer da noite, através de filmes, imagens e vários textos, foram recordados muitos dos acontecimentos que caraterizaram a década de 60, ao nível internacional e nacional, bem como um pouco de Mangualde dessa época, evocando as memórias da atividade cultural do Colégio de S. José e Santa Maria e do Cineteatro Império de Mangualde que tanto marcou a população.

rquel.bea.fernao

Para ajudar a recriar o ambiente de época, a Biblioteca Municipal apostou em decoração feita com capas e discos de vinil, capas de livros e revistas, cartazes de filmes, cartazes do Cineteatro de Mangualde, imagens publicitárias, de obras de arte, de artistas, escritores e músicos. E como não podia deixar de ser, ao cenário juntou-se o rigor das indumentárias dos colaboradores que não deixaram passar despercebidos os finais dos anos 60. Para completar todo este ambiente, o espetáculo contou com os CONTRACENA – alunos do Curso Profissional de Artes e Espetáculo das Escolas de Mangualde – que trouxeram à cena um excerto da peça “Felizmente há Luar” de Luís Sttau Monteiro e, “Todo o mundo e Ninguém”, peça originalmente escrita por Gil Vicente, apresentada numa versão de José Alcântara. Foi ainda possível assistir à peça “Amor a quanto obrigas”, igualmente escrita pelo José Alcântara para os seus alunos do Colégio levarem a palco, pelo grupo de Teatro Amarte. Ambas as peças foram encenadas por Maria Aguiar. Todo o espetáculo foi acompanhado musicalmente pela Banda “The Ray Band” que ao longo da noite deliciou o público com várias músicas da década de 60, contribuindo para um aniversário memorável.

ray

A presença e adesão do público ao juntar-se a esta comemoração de mais um ano de empenho e trabalho é, também, motivo de gratificação a todos os colaboradores, utilizadores, parceiros internos e externos, que têm contribuído para a vida da Biblioteca. De destacar ainda dedicação e empenho de todos os colaboradores da Biblioteca Municipal que, ao longo destes anos têm trabalhado em prol da cultura do concelho, promovendo e dinamizando os serviços da instituição.

A iniciativa contou com a parceria da AMARTE e do Agrupamento de Escolas de Mangualde e com o apoio da Pastelaria Princesa do Castelo, Associação AMA, COAPE, Centro Paroquial de Abrunhosa do Mato e cabeleireiro Arco –Iris.

 

 

 

Sofia Monteiro

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub