43 operacionais e 11 veículos na apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais 2016

por Rua Direita | 2016.05.29 - 17:09

‘AS PESSOAS MERECEM QUE LHES SEJA APRESENTADA A QUALIDADE E COMPETÊNCIA DESTES SERVIÇOS PARA CONSEGUIREM PERCEBER O QUE FAZEMOS NO TERRITÓRIO’ – João Azevedo

 

O auditório da Câmara Municipal de Mangualde acolheu a 27 de maio a apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais 2016 de Mangualde (DECIF). A apresentação foi conduzida pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, e contou com intervenção do Comandante dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, Carlos Carvalho.

Para o edil mangualdense, ‘é necessário estramos preparados e conhecer o que se passou no passado e pode acontecer no futuro’. Isto porque considera que ‘temos de estar preparados para sermos competentes na nossa ação’. Para João Azevedo, ‘as pessoas merecem que lhes seja apresentada a qualidade e competência destes serviços para conseguirem perceber o que fazemos no território. São forças de combate que tem de ser respeitadas’. À equipa do DECIF deixou um alerta e espera que ‘todas as equipas estejam em rede e cumpram a hierarquia de comando, para que tudo funcione devidamente’.

Na sua intervenção, o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Mangualde reforçou a importância de ‘termos uma força capaz de responder às diferentes situações que possam vir a acontecer no concelho’. E reforçou ‘nós não vivemos de forma isolada, vivemos em rede… e nós estamos aqui para dar o nosso contributo nesse sentido’. Carlos Carvalho deseja que ‘seja um ano mais tranquilo do que o ano que passou’ e afirma que a população ‘pode contar com este dispositivo para tornar o concelho mais seguro’.

DECIF3

43 OPERACIONAIS E 11 VEÍCULOS DE COMBATE AFETOS AOS DECIF

No âmbito do dispositivo agora apresentado, estão afetos ao combate a incêndios florestais em Mangualde cerca de 43 operacionais e 11 veículos de combate ou apoio ao combate. Os meios, humanos e materiais, estão distribuídos pelos Bombeiros Voluntários de Mangualde, pela GNR, pela Proteção Civil Municipal, pelos Sapadores Florestais, entre outros agentes de proteção civil. Os kits de 1ª intervenção das Juntas de Freguesia estão disponíveis em Alcafache, Espinho, Fornos de Maceira Dão, São João da Fresta, União de Freguesias de Moimenta de Maceira Dão e Lobelhe do Mato, União de Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães, União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta e União de Freguesias de Tavares.

Durante a apresentação foi destacada a importância da preparação e prontidão para um período crítico, que se prevê com condições muito adversas em termos de combate aos incêndios florestais. Foi ainda referido que a segurança ocupa sempre as prioridades não descurando a missão e as estratégias necessárias para uma eficaz e eficiente gestão das ocorrências.

DECIF1

 

TJP

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub