17 Associações do Concelho preparadas para confecionar milhares de litros de sopa durante o 6º Festival de Sopas de Sernancelhe

por Rua Direita | 2019.01.22 - 16:36

 

 

A sopa, considerada o prato mais antigo do mundo, vai novamente ser rainha em Sernancelhe nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, durante o 6º Festival de Sopas e Encontro de Ranchos. Para fazer jus à tradição e respeitar a herança gastronómica sernancelhense, 17 associações locais preparam-se para criar milhares litros de sopa, prometendo sabores distintos, ricos em produtos endógenos, condimentados com a etnografia dos 10 ranchos folclóricos do norte de Portugal que subirão ao palco do Expo Salão.

Tendo como grande objetivo dar a conhecer Sernancelhe enquanto território que privilegia a memória cultural do seu povo, o Festival de Sopas é um evento que posiciona o concelho como apostado na valorização dos saberes e sabores de antigamente, recuperando receitas e técnicas de confeção diferenciadoras das aldeias do Concelho.

Por outro lado, o evento vai ao encontro do conceito de cultura biológica, ainda muito presente nas hortas e quintais das aldeias, promovendo uma mostra de 17 sopas confecionadas com os legumes trazidos pelas associações participantes.

Aos milhares de visitantes é dada a possibilidade de provarem sopas originais, com ingredientes frescos e que não conheçam produtos químicos. A sopa é o somatório dos sabores da terra ao saber que passou de geração em geração e que, caso agora não fosse impulsionado com iniciativas como o Festival de Sopas, corriam o risco de se perder.

A par da capacidade gastronómica de cada associação, o evento contará com a etnografia. Ao palco subirão, durante os três dias, dez Ranchos Folclóricos, numa demonstração da cultura de várias regiões do nosso País. Da serra ao litoral, da Beira Alta ao Minho, são várias as atuações que trarão cor e alegria ao Expo Salão.

A 6.ª edição do Festival de Sopas e Encontro de Ranchos decorrerá de 15 a 17 de fevereiro no Expo Salão de Sernancelhe, onde poderá visitar exposições de artes e ofícios, contactar com usos e costumes e degustar gratuitamente as sopas que contam a história de um povo.

Durante três dias, o Festival das Sopas, que terá entrada livre e dezassete sopas para prova, contará com uma exposição etnográfica das artes e dos ofícios de antigamente, onde não faltarão as antigas cozinhas da aldeia, as tabernas e os espaços agrícolas típicos dos meios rurais.

 

 

Paulo Pinto

Técnico de Comunicação

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub