Reflexão…

por Maria Teresa Merino | 2014.06.04 - 12:03

Há um tempo sem tempo que temos de agarrar…

Um tempo em que o azul do mar cristalino nos convida a ficar!

Há um tempo já perdido no tempo…

 

Um tempo em que as estrelas em melodias cintilantes

bailam ao luar!

Um tempo de esperança,

de magia

de amor

Um tempo perfumado, bordado em sedas de carinho,

de carícias ondulantes

de desejos

de delírios trémulos …

Um tempo em que o coração é infinito, as palavras são poemas

doces

que bailam no infinito,

num arco-íris luminoso!

 

Há um tempo que mora no tempo,

um tempo sem medos,

um tempo que voa silenciosamente no luar!

Há um tempo sem tempo que temos de agarrar…